Quinta-feira, 21.05.09

A igreja, os preservativos e a Irlanda

Acho que já sei porque motivo a igreja está contra a distribuição de preservativos nas escolas. Não é por causa dos miúdos poderem vir a sentir "desejos" de fazer sexo, porque isso terão sempre, com ou sem preservativos. O que me parece é que querem evitar mais casos de pedofilia. A igreja deve ter medo que alguns padres não se consigam conter se virem um miúdo com um preservativo e... pimba, temos casos como os que foram tornados públicos na Irlanda.

Mas isto é só uma espécie de teoria. Talvez, mas só talvez, tenha algumas falhas.

publicado por brunomiguel às 14:47 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Segunda-feira, 30.03.09

Ainda vamos ter um churrasco de bispo

A posição actual do Vaticano em relação ao uso de preservativo é clara: não deve ser usado e, ao contrário do que a ciência mostra, não ajuda a prevenir - e evitar - infecções do VIH. Aliás, eles até defendem que a utilização do preservativo contribui para o aumento do número de novos casos de infecções. Nalguns locais, a isto chama-se "obscurantismo"; noutros, apenas "perfeita idiotice". Mas temos que tentar respeitar a posição desta instituição político-religiosa, mesmo que as altas hierarquias dela (principalmente estas) não o façam [dizer que se faz não basta].

Dentro da própria instituição nem todos concordam com esta posição... vá, parva. Uma das vozes discordantes é a de um bispo de Viseu, que defendeu que as pessoas com vida sexual activa têm a "obrigação moral de se prevenir e não provocar a doença na outra pessoa". Assim que soube disto, o Vaticano começou logo a preparar uma resposta oficial a estas declarações que vão contra a sua posição oficial, que deverá ser tornada pública nos próximos dias.

Estou curioso para saber qual vai ser a tomada de posição do Vaticano em relação às declarações deste bispo. Surpreenderão o mundo ao aceitá-las, irão castigá-lo com chibatadas, excomungá-lo ou queimá-lo vivo? Para mim, a ordem da probabilidade da pena é inversa à das hipóteses que aqui apresentei. Mas, hei, posso vir a ser surpreendido pela positiva; já o fui com a declaração deste bispo e do bispo das Forças Armadas.

Para além da curiosidade em saber qual a resposta do Vaticano, mais importante para mim é conseguir perceber porque é que esta instituição quer condenar à morte milhares de pessoas e quer que outras tantas matem outros seres humanos através da infecção com o VIH. Eu acho que isto é motivado pelo medo de quebras nas contribuições feitas durante os peditórios das missas. Reparem nesta simples - e provavelmente correcta - lógica: se as pessoas compram preservativos gastam dinheiro, e se gastam dinheiro sobrará menos - ou mesmo nada - para dar à igreja; ainda por cima têm-se menos filhos, causando uma diminuição do número de fiéis, o que vai afectar, igualmente de forma negativa, as finanças da igreja. Um cenário destes é apocalíptico, por isso toca a culpar o preservativo, e que se lixem os danos colaterais.

do not feed the trolls

Outros blogs meus

pesquisar neste blog

 

posts recentes

arquivos

links