Domingo, 28.09.08

Um pequeno detalhe faz toda a diferença

the bizarre cathedral
Imagem disponibilizada pela FSM sob uma licença Creative Commons 3.0 by-nc-sa

publicado por brunomiguel às 14:28 | link do post | comentar
Quarta-feira, 09.07.08

[Actualização] OpenMoko esgotado ao fim de alguns dias

Actualização: de acordo com Ruben Leote Mendes, numa das listas da ANSOL, a versão de 900MHz do OpenMoko não chegou a ser vendida na loja online - só deverá estar disponível dentro de duas semanas. A informação do Techworld está, assim, errada.

Ainda nem à uma semana está à venda, e a versão de 900MHz do OpenMoko, frequência usada na Europa, já está esgotada. A versão de 850MHz, usada nos Estados Unidos, parece que vai seguir o mesmo caminho.

Se estão a pensar em comprar um, não desesperem, porque, de acordo com o criador deste projecto, o stock vai ser reposto dentro de semanas.

Pode não ter a publicidade que o iPhone tem, nem sequer o aspecto esterilizado, mas o OpenMoko permite que o seu proprietário controle o gadget, e não que o gadget controle o seu proprietário. Este e a utilização de software livre são, para mim, os pontos fortes deste gadget que também é telemóvel.

via Techworld.co.au

publicado por brunomiguel às 18:17 | link do post | comentar
Quarta-feira, 25.06.08

OpenMoko fecha contracto com cinco distribuidores

A Nokia está a ponderar a abertura do código do Symbian. Mas não menos importante, o projecto OpenMoko conseguiu contracto com cinco distribuidores - três alemães, um francês e um indiano.

Mais informações no Business Wire.

publicado por brunomiguel às 23:08 | link do post | comentar
Sexta-feira, 06.06.08

OpenMoko começou a ser produzido em massa

openmoko freerunner
Boas notícias vêm da OpenMoko Inc: finalmente vai ser iniciada a produção em massa do OpenMoko FreeRunner, primeiro telemóvel livre (como em liberdade).

via fsfe.org

publicado por brunomiguel às 19:02 | link do post | comentar | ver comentários (2)
Sábado, 24.05.08

OpenMoko troca GTK+ por Qtopia

openmoko

Conhecem o OpenMoko, aquele telemóvel que utiliza software livre e que, devido a isso, pode ser completamente alterado para suportar os mais variados protocolos e ter as mais diversas funcionalidades? Esse telemóvel deveria utilizar a plataforma GTK+ para o interface mas, a um mês do lançamento do telemóvel para o mercado, a empresa responsável pelo seu desenvolvimento decidiu trocar o GTK+ pelo Qtopia, a plataforma para dispositivos móveis da Trolltech.

 

De acordo com um dos colaboradores do projecto OpenMoko, Holger Freyther, a decisão de substituir a plataforma GTK+ pela Qtopia deve-se ao facto desta última estar mais madura, ser mais flexível e permitir ter tudo a funcionar em menos tempo. Esperemos é que a maturidade não faça o projecto atrasar-se novamente.

 

O OpenMoko é um projecto licenciado sob as licenças GNU General Public License (GPL) e GNU Lesser General Public License (LGPL). De acordo com a Wiki do projecto: 

 

The Openmoko stack, which includes a full X server, allows users and developers to transform mobile hardware platforms into a unique products. Our licence gives developers and users freedom from the "iron to the eyeballs," freedom to cosmetically customize their device or radically remix it; change the wallpaper or rebuild the entire house! It grants them the freedom, for example, to transform a phone into a medical device or point of sale device or the freedom to simply install their own favorite software. Beyond freeing the software on our devices we have also released our CAD files under Creative Commons. By freeing the software under GPL, we enable the community of FOSS developers to "make it new." By freeing the CAD files we give industrial designers and engineers this same opportunity.

 

via Arstechnica

do not feed the trolls

Outros blogs meus

pesquisar neste blog

 

posts recentes

arquivos

links