Domingo, 19.08.07

Eu invoco o poder do Debian GNU/Linux

DebianDeixei o Ubuntu e mudei-me de armas e bagagens para o Debian Unstable. Não é que não tenha gostado do Ubuntu, muito pelo contrário - é uma distribuição muito porreira e foi graças a ela que voltei a GNU/Linux -, mas eu quero embrenhar-me mais no mundo free software e a escolha para esta "viagem" recaiu no Debian.
A instalação do Debian foi muito lenta, não por culpa da distribuição, mas porque eu apenas usei o primeiro cd para instalar o sistema base e os repositórios oficiais para instalar o ambiente gráfico e restantes pacotes. Como a minha ligação é lenta (devia estar a 20Mbps mas, por culpa da distância, está a 1.2Mbps), isto demorou um bocado.
Depois de finalizada a instalação, entrei no Gnome mas não tinha som. Andei um pouco às voltas, mas como não consegui encontrar solução para o problema, substitui o ficheiro alsa-base pela cópia de segurança que tinha feito do Ubuntu. Esta cópia do ficheiro tinha a ordem que eu queria para as placas de som e, ainda não sei como, resolveu o problema.
Resolvido este problema, foi altura de instalar o pacote w32codecs. Como não tinha encontrado nos repositórios do Debian, fiz uma pesquisa e, 5/10 minutos depois, tinha encontrado um repositório com este pacote: o Debian-Multimedia. Para além do w32codecs, este repositório tem muitas ferramentas relacionadas, como o nome diz, com multimédia - flashplayer, acrobat reader, lame, ffmpeg, mplayer, mythtv, etc.
A tarefa seguinte foi a instalação dos drivers da Nvidia, que se revelou um pouco mais morosa do que eu pensava; estive à volta de 2 horas para conseguir instalar os drivers oficiais da NVidia, mas foi por vir mal habituado do Ubuntu (boa distro, diga-se de passagem). Resolvi este problema adicionando um repositório dedicado apenas aos drivers destas gráficas.
Como a minha área é multimédia, instalei algumas ferramentas essenciais: Gimp, Inkscape, Audacity, Kdenlive, Mencoder, FFmpeg e Cinelerra. A instalação deste último revelou-se extremamente morosa e complicada. Ao fim de quase um dia, desisti de tentar instalar o programa apartir dos repositórios kiberpipa e decidi compilar o programa. Umas horas e muitas librarias depois, o programa está compilado e nem dá o erro que dava no Ubuntu.
Eu acredito que os olhos são os primeiros a comer, por isso lá encontrei um repositório com vários motores gráficos para o Gnome mas, mesmo assim, ainda tive que compilar o clearlooks e o rezlooks. Tenho alguns temas que não aparecem em condições, mas é por falta de um motor que eu não ainda não consegui descobrir qual é. O Ubuntu, ao contrário do Debian, traz muitos; mas isso é compreensível, porque são distribuições com targets diferentes.
Problemas à parte, estou com muito boa impressão da distribuição e até já estou a fazer download dos DVDs. Agora só falta conseguir por o pacote msttcorefonts a mostrar as fonts correctamente no Iceweasel.
Segunda-feira, 25.06.07

FFmpeg sem grandes complicações

São como eu que, sempre que tenho que usar o FFmpeg para converter um vídeo, tenho que ver as minhas feeds e procurar no google por tutoriais? Então o WinFF é para vocês. Este programa é um GUI para o FFmpeg e permite fazer quase tudo o que o FFmpeg faz.
O programa tem um interface simples, ou não fosse para o Gnome (também existe uma versão para Windows), onde é possível realizar várias conversões sem inserir um comando. Mas se os menus e caixas de texto da aplicação não forem suficientes, dá para passar parâmetros extra.
Este programa vai facilitar-me bastante a vida. Agora só falta um para o mencoder.

Download
Domingo, 24.06.07

Pride, greed, wrath and regret



Este vídeo foi feito à 2 meses, quando comecei a explorar as ferramentas multimédia para GNU/Linux. Foi das primeiras coisas que fiz, por isso está muito verde. Usei o mencoder para converter os vídeos e o Kdenlive para os juntar.
O vídeo não tem um carácter religioso nem espiritual, é apenas um olhar crítico a algumas características humanas que, quando existem em exagero num ou mais indivíduos, causam danos enormes.
publicado por brunomiguel às 21:06 | link do post | comentar

do not feed the trolls

Outros blogs meus

pesquisar neste blog

 

posts recentes

arquivos

links