Sábado, 06.09.08

gNewSense com suporte para os drivers wireless ath9k

A versão mais recente do Linux incluída no gNewSense 2.1 é a 2.6.24. Ela inclui os drivers wireless livres ath5k, que oferecem um bom suporte para dispositivos wireless, mas ainda não é o ideal. Um maior suporte para dispositivos wireless é conseguido com os drivers ath9k, também eles livres, que só muito recentemente foram incluídos no kernel Linux.

Para aumentar o número de dispositivos wireless, um dos membros da comunidade o gNewSense, Ali Gunduz, compilou a versão 2.6.26 do Linux-libre com um patch da versão 2.6.27-rc que inclui os drivers ath9k e disponibilizou os pacotes deb. Com isto, o gNewSense torna-se mais atractivo para os utilizadores de software livre e não só que querem usar um sistema que respeite os seus direitos.

O Linux-libre é um projecto que disponibiliza um Linux sem blobs. Ele foi iniciado por Alexandre Oliva, um funcionário da Red Hat, e está a crescer aos poucos.

Com esta versão mais recente do Linux, o gNewSense consegue superar um dos obstáculos à sua maior adopção: o suporte um pouco limitado de dispositivos wireless. Para além disso, também se torna uma opção ainda mais viável para os vários netbooks que existem no mercado e mostra que um sistema operativo que usa apenas software livre é um sistema que pode ser usado por qualquer pessoa.

publicado por brunomiguel às 21:30 | link do post | comentar
Quarta-feira, 25.06.08

Restituir o som no gNewSense 2.0

som gnewsense ubuntu módulos driversComo o Ubuntu tem vários módulos livres e não-livres no pacote linux-ubuntu-modules, o gNewSense removeu-o dos repositórios até conseguirem remover todos os blobs. Isto faz com que, de momento, algum hardware com drivers livres não funcione.

Algum desse hardware que deixa de funcionar é as placas de som, como a minha SoundBlaster Live, que até tem drivers livres para ela.

Felizmente, voltar a ter som é bastante simples. Para futura referência, deixo os passos necessários para restituir o som, retirados da página da Wiki do Ubuntu sobre a configuração da SoundBlaster Audigy SE no Ubuntu Edgy.


COMO RESTITUIR O SOM NO GNEWSENSE 2.0:

Primeiro, é necessário instalar o pacote alsa-source, onde estão os módulos necessários:
sudo apt-get install alsa-source

De seguida, são necessários mais alguns pacotes:
sudo apt-get install linux-headers-$(uname -r) build-essential module-assistant

Para o caso de faltar alguma dependência:
sudo apt-get -f install

Agora, à que escolher o driver correcto, que será posteriormente compilado. No meu caso, é o EMU10k1:
sudo dpkg-reconfigure alsa-source

Depois do driver escolhido, falta a compilação e instalação:
sudo module-assistant auto-install alsa-source

Por último, reiniciar.

publicado por brunomiguel às 08:58 | link do post | comentar
Sexta-feira, 07.09.07

Drivers ATI mais ou menos abertos

A AMD acabou de subir vários pontos na minha consideração, ao disponibilizar o código fonte dos drivers ATI e alguns detalhes sobre o hardware das gráficas aos programadores do Suse Linux.
Uma primeira versão dos drivers livres está marcada para a próxima segunda-feira. Esta versão será apenas uma mostra do que está para vir. O suporte para aceleração 2D e 3D e outras funcionalidades será faseado e não deverá estar disponível nesta primeira versão do driver aberto.
Infelizmente esta partilha não é total. Vários detalhes sobre os drivers e o hardware não irão ser partilhados, mas sempre é um avanço e a AMD ganha um leque de programadores que trabalharão no driver sem levar dinheiro nenhum à empresa. Se, ao menos, a NVidia lhe seguisse o exemplo...

{Fonte: CNet News}
Terça-feira, 24.07.07

Nova API no kernel do Linux facilita criação de drivers

A próxima versão do kernel do Linux vai ter uma nova API que vai facilitar a interacção entre o user space e o kernel space.
Esta API, da autoria de Greg Kroah-Hartman, vai permitir que a maioria dos drivers sejam executados no user space do kernel, facilitando a inclusão de drivers closed-source e a sua reutilização em diferentes versões do kernel. Infelizmente, os drivers que usarem DMA (como as placas gráficas, por exemplo) ainda não são suportados.
Apesar disto ser um bom passo no aumento do suporte para hardware em GNU/Linux, os drivers que usarem esta API têm que ter os bytes a actuar ao nível do kernel space opensource.

{Fonte: /home/liquidat}
publicado por brunomiguel às 22:23 | link do post | comentar
Domingo, 15.07.07

Consegui compilar o kernel!! :)

Consegui compilar a versão mais recente do Kernel no Ubuntu! WOO OO!! Ainda só o tinha feito uma vez, numa máquina virtual e correu bem, e desta vez não foi excepção. Bastou seguir estas instruções e, depois de compilar e instalar o kernel, foi só instalar os drivers oficiais da Nvidia.
O processo de instalação foi simples, o problema foi o tempo que a compilação demorou. Tive quase uma hora a secar.
Apesar de ter corrido tudo bem, fiquei com umas dúvidas. Eu segui as instruções para compilar um kernel genérico, mas eu tenho um AMD Athlon XP. Se compilar o kernel para este processador, vou ter problemas com os pacotes instalados, tipo perda de performance ou algum tipo de incompatibilidade? É um processador de 32 bits e os pacotes são para 32bits, só que são compilados para i386 e eu tenho um AMD K7.

do not feed the trolls

Outros blogs meus

pesquisar neste blog

 

posts recentes

arquivos

links