Sábado, 13.03.10

Um carro que usa café como combustível

carpuccino

Os tipos do programa da BBC, «Bang Goes the Theory», propuseram-se e conseguiram criar um carro que usa grães de café como combustível. O carro usado para este desafio foi um Volkswagen Scirocco, uma antiguidade de 1988. As explicações técnicas deste sistema de combustível estão no artigo que o Daily Mail lhe dedicou.

Apesar de, à primeira vista, parecer um sistema ecológico, não me parece que o seja. Isto aumentará a produção de café caso venha a ter viabilidade comercial, tendo um impacto bastante negativo na natureza - destruição da fauna para plantações de cafeeiros e tudo o que advém disso. Seria pior a emenda que o soneto, acho.

Este sistema está longe de ser recomendado para ambientes urbanos, onde seria constantemente violado a fim de se roubar o café. Bem, por outro lado, até que tinha mais pinta que as máquinas do café daqui do trabalho. E se também fosse à borla, melhor ainda.

Por falar em café, bem que bebia agora um. Acho que vou ali à máquina do café (sim, eu estou a trabalhar ao sábado e não gosto).

via gigjets.com

publicado por brunomiguel às 12:42 | link do post | comentar
Segunda-feira, 03.11.08

Espanha com gasolina abaixo de €1/L

Neste preciso momento, depois de ter lido um artigo do Expresso sobre os preços do combustível dos nosso vizinhos ibéricos, estou a roer-me de inveja dos espanhóis porque eles têm a gasolina s/chumbo 95 abaixo de €1/L em 65% dos postos de combustível do país e o gasóleo em 14%. Na gasolina, pelo menos daquilo que percebi do artigo, só não estão mais postos de combustível com o preço por litro abaixo de €1 por causa de um imposto qualquer que existe nalgumas regiões. São realidades diferentes, mas porra, é uma diferença grande.

Em vez de obras quase faraónicas ou para complementar essas obras, que tal se baixassem primeiro o preço dos combustíveis? Era uma boa forma de estimular a economia e aliviar um pouco as carteiras dos cidadãos, e seria bom para limparem um pouco a má imagem deixada ao longo destes três anos de governação à direita.

Acho que, um dia destes, vou viver para Espanha e aproveito para mudar o nome do blog para «Las Conviersas del Bruno». Antes disso terei que aprender espanhol, porque, como dá para perceber pela sugestão de título, não sei quase nada dessa língua. Consigo perceber algumas coisas que eles dizem, isto se não falarem muito depressa como é hábito deles, mas é pouco e na escrita ainda percebo menos. Eu é que sei as dificuldades que eu tinha quando lia algum artigo em espanhol.

publicado por brunomiguel às 15:19 | link do post | comentar | ver comentários (4)
Terça-feira, 29.07.08

A conta gotas, a Galp baixa preço dos combustíveis

A Galp anunciou ontem uma redução de quatro cêntimos no preço do litro da gasolina sem chumbo 95 e de três cêntimos no gasóleo. Entretanto, o preço do barril de petróleo continua a descer e o Brent, o índice que serve de referência a Portugal, está a comercializá-lo a 126 dólares. Por isso, senhores da Galp: Queremos mais, queremos mais, queremos mais; queremos mais descidas.

via O Público

publicado por brunomiguel às 15:14 | link do post | comentar | ver comentários (5)
Sexta-feira, 06.06.08

Efeitos da liberalização do mercado?

Pescadores protestam em Bruxelas contra o preços dos combustíveis e acabam a queimar a bandeira europeia, a apedrejar edifícios e a destruir carros. Um pouco por toda a Europa, os camionistas protestam nas estradas contra o preços dos combustíveis. Pescadores espanhóis bloqueiam a fronteira entre o Algarve e Espanha em protesto contra o preços dos combustíveis.

reuters publico foto mercado livre protestos

Nos últimos tempos, o número de protestos contra o aumento incompreensível do preço dos combustíveis tem aumentado. Porquê? Talvez, em parte, por causa da liberalização do mercado.

A liberalização do mercado até tinha sido algo muito bom, não fosse o estado caótico em que entrou por ter demasiada liberdade. Diz o senso comum que a liberdade tem que coexistir com regras, para que a liberdade total, também conhecida como anarquia, não se instale.

Eu não tenho nada contra a filosofia anarquista, mas não acredito nela porque sei bem que o senso comum e a moral humana não são suficientes para manter a ordem - nós, seres humanos, somos todos umas grandes bestas. Num mundo perfeito, a teoria anarquista seria... perfeita. Mas estamos longe de estar num mundo perfeito. Por isso, quando não há ordem, há caos; e quando há caos, há merda.

A imagem da esquerda foi retirada do site do jornal O Público. A imagem da direita foi retirada do site da Reuters. Os direitos das imagens pertencem aos respectivos autores.

Terça-feira, 03.06.08

Mudam-se os tempos

combustivel humor

Mas não os problemas.

 

Imagem gamado do Dark Roasted Blend.

publicado por brunomiguel às 17:39 | link do post | comentar

do not feed the trolls

Outros blogs meus

pesquisar neste blog

 

posts recentes

arquivos

links