Quinta-feira, 15.04.10

Carta aberta: Uma pequena chamada de atenção

Prezados membros do Conselho Editorial do jornal i;

Venho por este meio alertar para algo que está a ser falado nas redes sociais e blogosfera: a estranha semelhança entre um artigo publicado no vosso site e um publicado no conhecido Mashable.com. Caso tenham estado atentos durante o dia de ontem e hoje (e presumo que o tenham estado), já se devem ter apercebido desta situação.

Não me compete a mim julgar quem fez tradução livre de quem, embora expresse a minha opinião no meu blog pessoal (http://conversasdobruno.blogs.sapo.pt/770624.html), mas as semelhanças são demasiadas para serem ignoradas. Como presumo que tomem em conta a opinião dos leitores, demonstro a minha tristeza por ver que um artigo do Mashable é bastante semelhante ao do i - tradução livre, diriam alguns -, sendo que o deste site foi publicado algumas horas antes do vosso.

Os textos em questão são os seguintes:
http://www.ionline.pt/conteudo/55315-e-oficial-os-gatos-adoram-o-ipad---video
http://mashable.com/2010/04/14/its-official-cats-love-ipads-video/

Tirando a imagem que ilustra cada um dos artigos e o idioma, onde estão as diferenças?

Eu não sou licenciado em Comunicação Social, Letras, nem em nenhuma área próxima. No entanto, parece-me que seria fácil contornar esta situação com um simples «O Mashable publicou um artigo divertido, blá blá blá, onde indicam/mencionam que blá blá blá, Whiskas Saquetas». E, claro, colocaria uma link para o artigo do Mashable. É isto que eu faço no meu blog pessoal quando não estou com paciência para escrever algo original. Bem, mesmo assim, acaba por ser relativamente original, o que não é o caso do vosso artigo no momento em que o li.

Em conversa online com algumas pessoas, tive a indicação de que esta não é a primeira vez que acontece algo semelhante com o vosso jornal. Pessoalmente, esta é a primeira em que reparo; por isso, sendo eu "irritantemente" pragmático e, gosto de pensar, dotado de bom senso, dou o benefício da dúvida.

E, dando o benefício da dúvida, desde já me ofereço para colaborar com o vosso jornal no que toca a informação sobre tecnologia. Não só o vosso jornal, mas todos os media portugueses são extremamente maus no que toca a este tipo de informação; limitam-se a debitar press-releases e não têm qualquer espírito crítico. Pior: muitas vezes escrevem sobre coisas de que não percebem absolutamente nada, e ainda por cima deixam-se levar pelos hypes, que são, por natureza, exagerados e sem motivo realista para tal (ou não se chamassem hypes, não é?). Posso ser uma espécie de consultor para o vosso staff que escreve sobre tecnologia, se assim o desejarem.

Se a experiência for um problema, neste momento colaboro no blog da Associação Nacional para o Software Livre (ANSOL) e no blog da comunidade oficial da Mozilla (que, neste momento, está offline devido a problemas com o servidor), e já colaborei com o Programas Livres e também escrevi para o Webtuga. Desde 2006 que escrevo sobre tecnologia para a web, por isso julgo que 4 anos disto devem ser suficientes.

Quero alertar que a ironia e o sarcasmo que uso neste email não são de forma alguma jocosos, mas em jeito de brincadeira - uma forma de demonstrar que eu levo isto "na boa" (ou "na desportiva", se preferirem). Quanto à minha disponibilidade para colaborar convosco, é uma proposta séria.

Sem outro assunto de momento;
Bruno Miguel

publicado por brunomiguel às 00:49 | link do post | comentar | ver comentários (5)
Quinta-feira, 20.11.08

Carta aberta ao Ministério da Educação

Prezada Ministra da Educação e prezados Secretário de Estado Adjunto e da Educação e Secretário de Estado da Educação;

Após leitura de um artigo [1] publicado na edição online do jornal O Público sobre a alegada ilegalidade dos registos electrónicos dos objectivos individuais dos professores, fiquei curioso em relação à plataforma e decidi visitá-la, mesmo não sendo professor. Encontrar o endereço foi relativamente fácil; já o mesmo não posso dizer do acesso a ela.

Quando tentei visitar o site, foi "presenteado" com uma mensagem de erro [2] devido ao browser que estou a utilizar. Ora, o browser que uso chama-se Icecat, actualmente na versão 3.0.4, e é um clone do Firefox 3.0.0.4; entre ele e o Firefox, para além do nome, muito poucas diferenças há, e um site que é mostrado correctamente num é mostrado correctamente no outro. Estou a usar este browser numa distribuição do sistema GNU/Linux chamada gNewSense.

Na mensagem de erro que referi é-me sugerido a utilização do Internet Explorer e afirmado que ele é usado «por mais de 90% dos internautas». Esta sugestão deixa-me estupefacto, pois não consigo perceber como uma instituição pública pode sugerir dictatorware - leia-se, software proprietário/nocivo, contrário a todos os valores democráticos. A estupefacção fica maior com a mentira que segue a sugestão: a utilização deste browser «por mais de 90% dos internautas». Queiram saber vossas excelências que este browser proprietário é, de acordo com um relatório [3] da Xiti Monitor, utilizado apenas por 60% dos europeus - um número que continua a diminuir a cada mês que passa.

Na mesma mensagem de erro é também sugerido o Mozilla, uma «suite Internet por excelência». O problema é que esta suite agora se chama SeaMonkey e já não está sob a alçada da Mozilla Foundation (apesar desta dar algum apoio ao nível legal a este projecto), como poderá verificar quando clicar na link [4] da página de erro que foi criada para a Multi Plataforma DRGHE. Seria bom que estes pequenos detalhes fossem verificados antes da colocação do site online. O facto de algo tão trivial como isso não ter sido feito faz-me pensar que outras coisas também podem ter ficado por verificar nesta plataforma.

Outra sugestão... estranha é o Netscape, um browser que, curiosamente, teve o seu desenvolvimento descontinuado há alguns meses. A sua utilização poderá pôr em risco quem o usa, tal como usar o browser proprietário que sugerem no início da mensagem de erro.

Posto isto, gostava de agradecer a vossas excelências por me tratarem como um cidadão de segunda. É "bom" saber que só quem usa determinadas aplicações é que pode aceder a alguns sites do Governo, e que interoperabilidade, tão recomendada pela União Europeia, é um conceito desconhecido por quem desenvolve e/ou autoriza estas aplicações web.

Atenciosamente;
Bruno Miguel

[1] http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1350642&idCanal=58
[2] https://concurso.dgrhe.min-edu.pt/DefinicaoObjectivos2008/(S(mwwzjzy0ousdpbv0is4jtd45))/browser.aspx
[3] http://www.xitimonitor.com/en-us/browsers-barometer/browsers-barometer-september-2008/index-1-2-3-145.html
[4] http://www.mozilla.org/products/mozilla1.x/

publicado por brunomiguel às 21:13 | link do post | comentar | ver comentários (17)
Segunda-feira, 10.11.08

Carta aberta: Agradecimento

Este foi o mail que enviei para os responsáveis pelo escolas.internet.gov.pt, através do formulário de contacto do Portal do Governo.

Caros responsáveis pelo escolas.internet.gov.pt;

Quero agradecer-vos por me tratarem como um cidadão de segunda. Folgo em saber que apenas posso aceder ao site http://escolas.internet.gov.pt/ através de um browser nocivo/proprietário ou com uma versão bastante antiga de um browser que já não é mantido. Talvez isso se deva ao facto do escolas.internet.gov.pt ter avançadas funcionalidades que só funcionam nesses dois browsers e não no Firefox, Icecat ou outro clone deste browser mantido pela Mozilla, que é usado por, aproximadamente, 30% dos utilizadores europeus. Ou talvez o site não tenha nada de especial, porque ele aparece correctamente quando acedo através do endereço http://escolas.internet.gov.pt/index.html.

Aproveito este contacto para vos indicar um conceito que parecem não conhecer: a interoperabilidade (http://saber.sapo.pt/wiki/Interoperabilidade). Se, por ventura, conhecem este conceito, façam o favor de o aplicar no escolas.internet.gov.pt, para que os cidadãos portugueses, independentemente do sistema ou browser que usam, possam aceder ao site.

Com os melhores cumprimentos;
Bruno Miguel

publicado por brunomiguel às 22:45 | link do post | comentar | ver comentários (6)

do not feed the trolls

Outros blogs meus

pesquisar neste blog

 

posts recentes

arquivos

links