O meu ghetto, onde vivo e durmo

ghettoA aldeia onde vivo está mal aproveitada! Estive agora a ver uma imagem aérea do Google Earth e reparei que mais de metade dos terrenos vazios podiam albergar casas, se tal for permitido pelo PDM, quase triplicando a população.
A maior concentração de casas situa-se ao longo da estrada principal, é um aglomerado autêntico. As restantes dividem-se nas pequenas ruas e becos.
Eu vivo num destes becos. Poder-se-ia pensar que tenho paz e sossego, mas não passa disso mesmo, de um pensamento. A verdade é que não costumo ter muito descanso aqui, e não é por culpa dos carros. Mas ao menos tenho a associação da aldeia quase ao lado; nos dias de festa é uma barulheira enorme que parece não ter fim, sempre com mais e mais música pimba - até arrepia a alma.
Não é estranho este amontuar de casas ao longo da rua principal. Mesmo sendo uma estrada de aldeia, é um ponto de passagem bastante usado pelas populações vizinhas e pelos veraneantes.
Lá para o fundo da aldeia, está o antigo campo da bola que agora é, tanto quanto sei, mais um pasto para as ovelhas. Joguei muito à bola nesse campo; nem sempre com a melhor qualidade de jogo, mas sempre com muito empenho e umas cacetadas dadas de vez em quando.
Aqui, na minha aldeia, temos um reservatório de água que abastece as populações adjacentes. É um sítio porreiro para se estar, tem uma vista porreira. Mas, melhor que a vista, é ter mato à volta e dar para fazer umas coisas porreiras - fica à vossa imaginação.
O ex-libris, perdão, segundo ex-libris da aldeia é a fonte de água que temos; é a melhor do concelho e talvez uma das melhores do distrito. O primeiro ex-libris é o gato, não por ser mascote, mas por ser prato típico. O gato está para esta população como os cães para os chineses. Por isso é que eu tive que deixar de ter gatos e é muito raro ver um gato na rua.
É uma aldeia típica de Portugal, onde há o hábito de manter as aparências e de não querer lidar com a realidade. Há o hábito de criar mundos e vidas à parte. É o Portugal "desquecido e ostracisado", onde uma ligação de banda larga não passa dos 2Mbps.
publicado por brunomiguel às 01:58 | link do post | comentar