Tempestades de poeira em África podem influenciar ocorrência de furações nos Estados Unidos

furacao
A NASA está a realizar alguns estudos que mostram uma relação entre as tempestades de poeira em África e os furações nos Estados Unidos. Para já, os dados destes estudos apontam para uma relação entre o aumento do tamanho das tempestades de poeira e a diminuição da ocorrência de furações.
A relação entre estes dois fenómenos é facilmente explicada. Os furacões necessitam de água quente para ocorrerem. Como as tempestades de areia originadas na África Ocidental - que podem atingir o tamanho dos Estados Unidos e chegar às Caraíbas - reflectem parte da luz solar e arrefecem o oceano Atlântico, dificultam o surgimento de furacões.
Para já tem-se observado um ligeiro aumento do tamanho das tempestades de areia, mas estas tempestades não são os únicos factores de influência na ocorrência de furacões. Os fenómenos atmosféricos El Niño e La Niña também têm uma influência directa na formação de furacões. O segundo fenómeno é esperado para a época alta dos furacões, Agosto e Setembro, tornado-os mais fortes e perigosos.

{Fontes: Reuters && Tampa Bay Biz Journal}
publicado por brunomiguel às 08:46 | link do post | comentar