A minha visão sobre os casamentos

casametno
Se vêm o canal Fox, da TVCabo, já devem ter visto aquele anúncio das "Donas de casa desesperadas" que começa a com a voz-off a dizer: "Um vestido pode servir para muita coisa". Esse anúncio termina com aquilo que é, basicamente, a minha opinião sobre o casamento: "... para cometer o pior da tua vida.".
Esta minha opinião do casamento não é por causa de ter tido um casamento falhado - eu nunca fui casado, nem tão pouco espero e quero ser. Nem sequer é influenciada por um suposto mau casamento dos meus pais - o casamento deles está para durar (caso raro nos dias que correm). Eu tenho esta opinião por dois grandes motivos, que são de ordem religiosa e social:
  • Motivo religioso: Não tenho qualquer religião, nem sequer um bocadinho muito muito muito pequenino de fé. Acho as religiões uma gatunice e uma estupidez, embora respeite as crenças das pessoas. No campo religioso, posso dizer tenho a saúde mental a 100%. :P
  • Motivo social: O número de divórcios tem vindo, regra geral, a aumentar de ano para ano. Já não há a pressão social para casar ou manter um casamento; somos cada vez mais independentes. E o custo crescente das cerimónias também contribui um bocadinho (mas muito pequenino).
Para mim, duas pessoas podem viver juntas uma vida inteira sem terem que se casar. O casamento estraga as relações, ao por uma placa metafórica a dizer "Propriedade de [inserir nome do conjugue]".
Claro que o casamento traz vantagens: vantagens nos impostos! Mas isso não é - nem devia ser - razão para alguém ser a favor da realização de casamentos.
Resumindo, um casal pode ter uma relação duradoura, filhos, casa, carros, cão, gato, discussões, etc, sem ter que estar casado, Os conjugues vão pagar mais um pouco de impostos, mas antes isso que pagar um dinheirão num casamento e respectivo divórcio.

PS: Eu até detesto ir a um casamento.
publicado por brunomiguel às 18:46 | link do post