Uma nova forma de receber e gerir informação

Tempo livre permite-nos avaliar situações e prioridades que, de outra forma, não faríamos ou faríamos muito mais tarde e de forma mais lenta. Como temos mais tempo, podemos ponderar mais calmamente, pesar bem prós e contras, esquecer o assunto durante um dia ou dois para depois lhe voltar a pegar e ter uma perspectiva melhorada, e aplicar na totalidade - ou quase totalidade - o que é decidido.

Bem, eu tenho andado a ponderar a forma como, mais que interagir, uso as redes sociais. Agora, quero usá-las mais para receber informação que me interesse e não para saber o que alguém está a jantar (embora isto também seja informação, não é o que procuro). E, acima de tudo, quero informação com qualidade.

Esta mudança passa por me centrar mais no Friendfeed. Nesta rede social é mais fácil separar a informação do que no Twitter, por exemplo. Também, gera menos ruído e permite aquilo que eu considero ser um melhor e mais organizado debate de ideias.

O facto de poder criar uma lista, poder adicionar lá contactos e escolher não mostrar as actualizações deles na página inicial, é muito bom. Assim, posso ter contactos que geram informação que por vezes me interessa ou que me interessa sempre mas não muito sem que eles entrem em conflito com a que de facto me interessa e acabem por gerar ruído.

O visual do site também ajuda. Os temas padrão do Friendfeed são relativamente agradáveis - gosto especialmente do Helvetica - só que não são nada que me faça sentir tão atraído pelo serviço. Isso, felizmente, muda-se, escolhendo o tema Fresh e instalando o estilo Cleaner FriendFeed Widescreen para a extensão Stylish, que está disponível para Firefox e respectivos clones.

Isto, juntamente com uma melhor selecção de contactos, faz com que o Friendfeed se vá tornar o meu meio principal para gerir e chegar à informação.

publicado por brunomiguel às 21:38 | link do post | comentar