Reflexões sobre o hoax da erupção do Hekla

Hoje, por volta das 17h, chegou-me o rumor, via redes sociais, de que um outro vulcão da Islândia, o Hekla, estaria a entrar em erupção. A mensagem vinha acompanhada com uma link para um alegado stream em directo deste evento natural, que de facto mostrava imagens. Minutos depois, descobriu-se que na verdade se tratava de um hoax.

Como a informação me chegou através de algumas fontes que considero fiáveis - bem mais que qualquer jornal ou outro media -, assumi que era verdade. Afinal, não era e acabei por fazer eco de uma informação errada e que serviu apenas para criar alarmismo em relação a uma suposta nova ou alargada restrição de voos em espaço europeu.

A actual limitação de voos ainda não terminou, mas os ministros dos Transportes da União Europeia reuniram-se esta tarde e acordaram a reabertura gradual do espaço aéreo europeu. O objectivo é «introduzir mais flexibilidade», disse fonte diplomática à AFP. Esta reabertura passa pelo levantamento progressivo de algumas rotas de voo, com as zonas mais próximas do Eyjafjalla e do seu "irmão grande", o Hekla, a continuarem com as restrições impostas.

O problema da internet, e uma das suas maiores virtudes, é a velocidade com que a informação chega às pessoas. Em minutos, este falso boato espalhou-se como pólvora. Felizmente, nenhum media pegou na informação sem a verificar e difundiu-a - pelo menos, não tenho conhecimento de nenhuma situação dessas.

Tal como eles devem verificar a informação, também eu o devo fazer e por vezes esqueço-me disso; assumo que as minhas fontes o fazem por mim e faço mal.

publicado por brunomiguel às 19:56 | link do post | comentar