A milionésima coisa que vai salvar o jornalismo - e desta é que é

Já há mais uma coisa que vai reinventar o jornalismo, e desta é que é mesmo a sério. Falo do iPad, da Apple, que muitos parecem acreditar ser o primeiro tablet a aparecer no mercado. Com ele, o jornalismo vai conhecer uma nova era e a qualidade vai voltar. Abençoada Apple! Quem me caia já um raio se isto não for verdade! Agora, é que o jornalismo está salvo; basta encostarmos-nos na cadeira e deixar a revolução seguir o seu rumo. Com um dispositivo com tantas restrições, só pode resultar.

A sério, isto às vezes irrita. Aparece uma merda de um gadget  qualquer, todo fashion, ou uma ferramenta web com marketing bem montado à sua volta e os jornalistas começam logo a salivar e a teorizar sobre as imensas formas que aquilo vai ter para salvar a sua profissão. E, no entanto, como outsider, parece-me que o jornalismo continua na rua da amargura.

Twitter, Facebook, iPhone, iPad. Que melhorias significativas é que isto trouxe à profissão? Podem tirar uma foto com o iPhone? Grande coisa, também o podem fazer com um telemóvel de €200 e até a podem colocar online com a mesma facilidade. Eu consigo fazer isso com o meu Nokia 6630, que já tem uns bons anos.

Twitter? E Friendfeed, Statusnet e outros do género? Há aí tantas redes sociais onde é possível fazer chegar a informação de forma bastante rápida. Porquê esta restrição ao Twitter? Parece-me que quantas mais forem as formas de fazer chegar a informação ao público, melhor.

Fazem-se tantas odes a tudo o que é ferramenta da moda e eu vejo constantemente notícias com partes da informação estranhamente esquecidas, ou colocadas no ângulo que mais convém a alguém. Vejo cada vez mais jornalistas desempregados e interesses financeiros a sobrepor-se à informação. É para isto que perdem tanto tempo?

Como sou outsider, a minha opinião pode ter bastantes incorrecções. Ainda assim, não consigo ver grandes resultados práticos de todas as dissertações sobre cada hype novo e que aparece e é apanhado pelos jornalistas.

publicado por brunomiguel às 17:03 | link do post | comentar