O arroz e a arte

Como sabem, o arroz é um cereal - rico em hidratos de carbono - que alimenta mais de 50% da população mundial. O seu maior produtor é a China, com cerca de 182 milhões de toneladas cultivadas anualmente, logo seguido da Índia, com 137 milhões de toneladas e da Indonésia, com 54 milhões. A China, apesar de ser o maior produtor de arroz, não é o país com mais espécies deste cereal (apenas tem uma), mas sim a Índia, que conta com 11 espécies diferentes.
O arroz costuma ser cultivado de duas formas. Uma das formas de cultivo do arroz são os terrenos aquosos, onde o arroz pode crescer sem que a colheita seja danificada pelas ervas daninhas. A outra é o cultivo em socalcos, como acontece com algumas zonas vinícolas portuguesas.
Este cereal, para além de ser usado na confecção de pratos, é também usado para fazer bebidas alcoólicas, algumas delas nossas conhecidas. Alguns exemplos dessas bebidas são o Sake (a conhecida bebida japonesa), o Sonti (um vinho indiano) e o Mijiu (um licor adocicado chinês). Estas bebidas, regra geral, têm mais álcool que os vinhos tradicionais (de uva).
Mas o arroz não é só comida e bebida; também poder ser uma forma de arte e expressão, como acontece na cidade japonesa de Inakadate. Nesta cidade, os agricultores costumam usar várias espécies de arroz para criar verdadeiras obras de arte nos terrenos de cultivo. O sucesso desta forma de arte e cultivo tem sido tanto que já se estendeu a outras cidades do país.
arte_nos_campos_de_arroz

{Fontes: Wikipédia && Wikipédia && Wikipédia && Wikipédia && Mental Floss && Pink Tentacle}
publicado por brunomiguel às 04:37 | link do post | comentar