De baixa

Fazer trabalhos pesados dá nisto: acaba-se com dois dias baixa médica. Ontem, foi o primeiro dia; hoje, será o segundo. No sábado e domingo estou de folga, por isso a baixa não é de quatro dias.

Estar aqui parado é secante como tudo, mas o corpo agradece. Cheguei a um ponto que não aguentei mais e tive que ir directo ao médico depois do trabalho. A "recompensa" pelo excessivo esforço físico foi: dores nas costas, ombros, pescoço e braços.

Vamos lá ver se eu recupero nestes quatro dias. Se não ficar "operacional" até domingo, estou para ver como vou trabalhar na segunda... Mas o pior é que todos os dias são dias de trabalho pesado, por isso tenho algum medo de voltar ao mesmo dentro de pouco tempo. Bem, se voltar, as urgências estão abertas.

publicado por brunomiguel às 03:02 | link do post | comentar