Basta "sobreviver". Viver, que se lixe

Será que estamos tão mal ao ponto de usar o argumento "sobreviver" para retirar um pouco do que por si só já é muito pouco? Sempre pensei que devíamos poder viver e não sobreviver. Ou o mundo está "de pernas para o ar" ou foram-me passados valores diferentes daqueles que movem a sociedade.

publicado por brunomiguel às 23:33 | link do post | comentar