Ainda te lembras?

Ainda te lembras? Era surreal, uma leve sinfonia, deixou de ser estranho. Lembras-te? Eu lembro. Lembro como se fosse ontem. E irrita-me não conseguir esquecer; não conseguir, sequer, odiar-te, esquecer-te. Raios te partam, irrita-me não me conseguir irritar contigo!

Não te odeio. Odeio não conseguir odiar-te. Tentei, tentei e tentei novamente. Não consigo. Raios te partam!

publicado por brunomiguel às 23:42 | link do post