Voltei, voltei, voltei do Porto

Já estou de volta da minha visita à Invicta. Foi um fim-de-semana muito bom. E não poderia ter sido outra coisa, já que estava com a Qi.
Também, foi muito cansativo porque andámos imenso a pé. Se não fosse as viagens de autocarro acho que, por esta hora, não tinha pés. E sem pés não tinha vindo para casa, o que, bem vistas as coisas, até nem era mau porque podia passar mais tempo com ela.

O fim-de-semana passou e as saudades já estão presentes. Dela, porque do Porto nem tanto. Nada contra a cidade, que tem zonas bastante agradáveis e interessantes, mas as ruas estão quase todas muito sujas, cheias de pombas e gaivotas (e dos respectivos presentes de ambas as aves), e repletas de pobreza. Se isso já é mau, fica pior com a quantidade anormal de lojas com fotos da Luciana Abreu e o ainda maior número de pastelarias com os bolos expostos na vitrine virada para a rua (e para o sol, onde passam o dia inteiro. talvez estejam a acabar de cozer...).

Agora, resta-me descansar (aqueles quilómetros todos a andar deixaram-me todo partido) e aguardar pelo próximo fim-de-semana.

publicado por brunomiguel às 00:08 | link do post | comentar