A aldeia do Twitter

Isto que vou aqui escrever é apenas uma mera observação que tenho feito ao longo de umas semanas. Como é óbvio, vale o que vale (o que para mim quer dizer que vale mais que qualquer uma que vocês façam).

Serei eu o único a achar que isto de meter twitter em tudo já roça o provinciano? Vejamos: um grupo de pessoas combina, utilizando o twitter como canal de comunicação, uma saída para ir beber uns copos. Isso passa automaticamente a ser chamado Twittcopos ou algo do género. Combinam um jantar: twittjantar.

Até aqui nada de muito mal. Claro que, por esta altura, já ultrapassou a barreira do exagero, mas pronto, até certo ponto compreende-se que queiram dar um nome que tenha algo a ver com o evento. Isto atinge proporções preocupantes quando começam a aparecer coisas como twittvérbios (provérbios do twitter) ou lá o que era. Que mais faltará? Uma twittmija ou um twittfax?

A plataforma é o que fazemos dela - e não nego todas as potencialidades que ela tem -, mas... não estará, pelo menos em Portugal, a tornar-se numa pequena aldeia escondida nos montes, para lá de cu de judas?

publicado por brunomiguel às 19:21 | link do post | comentar