Raios partam o spam tuguistanês

É impressionante a quantidade de empresas nacionais a recorrer a uma prática ilegal e ética e moralmente incorrecta como o spam. Todos os dias recebo mais de escritórios de advogados, imobiliárias, livrarias, etc, etc, etc, que eu nem sabia que existiam. Como raio é que conseguiram os meus endereços de email? Muito provavelmente compraram uma lista com eles a alguém, a pensar que estavam a fazer um bom negócio. Ou talvez tenham um "assessor" que acha que o spam é uma boa prática.

Eu próprio já recebi mails desses alarves que vendem listas de emails. Aposto que até seriam grandes negócios para quem se dedica à prática do spam, mas eu quero bem que eles se... lixem. Eles e os filhos da mãe dos spammers.

Não me importo muito quando recebo spam sobre viagra ou escrito em chinês, porque o filtro de spam do Gmail muito raramente deixa passar um, mas spam em português passa quase sempre. Eu costumava reportá-lo no spamcop, só que fartei-me de o fazer tantas vezes por dia, muitas vezes vindo do mesmo endereço. Não há paciência para esta imbecilidade destas empresas nacionais da treta. Será que ninguém escreveu um «Marketing e respeito na Web, para totós», para eles lerem?

tags: ,
publicado por brunomiguel às 16:46 | link do post | comentar