Manuela Ferreira Palin

As recentes declarações de Ferreira Leite acerca do controlo (censura, dirão alguns) da comunicação social gerou alguma indignação junto dos media e algumas pessoas de dentro e fora do meio, e com alguma razão. Ouvir dizer que «não pode ser a comunicação social a seleccionar aquilo que transmite» pode não cair bem - e não caiu.

Enquanto algumas pessoas e orgãos de comunicação social preferem ver isto por um prisma mais negativo, eu prefiro um mais positivo. Não acho que ela não quer instaurar a censura na impensa; parece-me que - com alguma dor de cotovelo por achar que o seu partido não tem tanto tempo de prime-time como o partido do Governo - se estava apenas a referir ao estreito compadrio entre alguns orgãos de comunicação social e o poder político, e que apenas teve mais uma infeliz escolha de palavras. Podemos até dizer que aquela parte do discurso foi "palinesca". Aliás, eu espero que tenha sido isso, se não estamos ainda pior.

publicado por brunomiguel às 22:51 | link do post | comentar