Apanhados com as calças em baixo

O grupo anti-pirataria informática MediaDefender e a Motion Picture Association of America alegadamente criaram um tracker de torrents falso, que oferecia um programa para aumentar a velocidade de download. Este programa, para além do que prometia fazer, também pesquisava material ilegal no computador do utilizador e enviava os resultados para a MediaDefender.
Em entrevista ao ArsTechnica, um representante do grupo MediaDefender disse que o site fazia parte de um projecto interno e que a história foi tirada de contexto. A Motion Picture Association of America também já se pronunciou sobre o caso e disse que não está ligada, de forma alguma, à MediaDefender.
O bufo deste alegado esquema foi o tracker The Pirate Bay, que alertou a publicação online ZeroPaid. Esta publicação decidiu investigar e, depois de um simples whois, descobriu que o domínio do site estava registado pela MediaDefender, com a morada do grupo e respectivo contacto. Pouco tempo depois do escândalo rebentar, o registo do nome do proprietário foi alterado mas, entretanto, o site foi removido.
Quem não deve não teme, por isso é estranho o registo ter sido alterado logo a seguir à exposição pública do alegado esquema.

{Fonte: ArsTechnica}
publicado por brunomiguel às 17:03 | link do post | comentar