Efeitos da falta de uma agenda: os horrores da pesquisa do contacto de alguém no HI5

O INÍCIO

Só desde há 2/3 anos é que comecei a guardar uma lista com contactos. Eh pá, nunca tive necessidade de o fazer. Mas à dias arrependi-me de não o fazer há mais tempo, porque precisei de contactar alguém e não encontrei o contacto em lado nenhum - nada de número de telefone ou telemóvel, nada de email.

A BUSCA

A falta de um contacto deixou-me numa situação desconfortável, pois eu precisava de contactar aquela pessoa e ela vive a muitos quilómetros de distância, por isso uma deslocação estava fora de questão. Como iria eu contactar alguém se não tinha como a contactar? Hi5.com. A pessoa com certeza deve ter uma conta no raio desta rede social, pensei eu.
 

O problema parecia estar solucionado: já tinha uma forma de conseguir contactar a pessoa. Não era a melhor, muito menos a mais honrosa, mas era uma forma de contacto.

De repente, outro problema surge: como é que eu vou encontrar a conta desta pessoa no meio de tantos resultados da pesquisa? Como eu tinha uma conta neste site, tentei fazer login. Ao fim de várias passwords tentadas, acertei na correcta e consegui fazer login.

Fui ver os contactos que tinha adicionado. Um deles também conhece esta pessoa, por isso é bem capaz de a ter adicionado. Clico neste meu contacto que poderá - ou não - ter nos seus contactos a pessoa que pretendo contactar e reparo que ele tem mais de quatro centenas de "amigos". Quatrocentos e tais contactos!

Depois de ultrapassar dois obstáculos, surge-me um terceiro: um provável narcisista que passa o tempo a adicionar contactos nesta rede social. Quando eu pensava que o pior tinha passado, a demanda tornava-se tornado ainda mais complicada. Quem é que adiciona tantos contactos?

Decidido a continuar, lá meti mãos à obra e tentei passar a pente fino esta enorme lista. Mais de quinze minutos a ver os nomes dos contactos com calma, depois de ter visto várias fotos que davam excelentes capas de filmes porno, não encontro o contacto que pretendia.

QUASE A DESISTIR

A desilusão já tomava conta de mim. Tanto tempo perdido à procura de um simples contacto e nada. Começava a pensar em desistir. Mas não podia. Melhor, não devia. Se o Benfica não desistiu e "espetou" dois sem resposta ao Sporting, também eu não podia ou devia desistir [tinha que encaixar a piadita aqui].

UM ÚLTIMO ESFORÇO

Quando já estava prestes a fechar o browser, lembro-me que tinha ainda outros dois contactos que também poderiam ter adicionado a pessoa que procuro. Abro estes dois perfis e vejo que um tem mais de 300 contactos e o outro mais de 200. Depois do choque de ver mais pessoas que parecem fazer colecção de contactos, opto pelo que tem menos "amigos".

Por esta altura, já me começava a doer o pulso direito de passar tanto tempo agarrado ao rato. Tanto clique ainda me iria causar algum problema. Mas já que estava com as mãos na massa, ira até ao fim - fosse da paciência ou do objectivo.

Como se as dores já não bastassem, este meu segundo contacto também não tinha adicionado a pessoa que queria encontrar. Com é possível? Com tantas pessoas do Brasil e outros países adicionadas, e não adiciona alguém que conhece? Que é que se passa aqui?? De repente, pensava que tinha entrado n'A Quinta Dimensão.

Já só faltava ver um contacto, com 330 "amigos", e a paciência, que nunca foi muita, estava no limite. Eu não sou uma pessoa paciente e tenho amor à minha dignidade, dignidade essa que tinha posto de lado ao visitar esta rede social. Levaria eu esta aventura, digna do Indiana Jones, a bom porto?

O FIM

Finalmente tinha acabado de ver os últimos contactos. E nada, não tinha encontrado o contacto que pretendia. Foram mais de 1000 os utilizadores registados que vi e acabei por não conseguir encontrar o único que queria. Não é que fosse uma necessidade absoluta contactar quem eu pretendia, mas era algo que tinha dado bastante jeito.

MORAL DA HISTÓRIA

Com esta minha aventura, fiquei a saber que: pesquisar contactos no HI5 pode uma tarefa bastante tortuosa; as pessoas deviam ser educadas sobre a utilização das redes sociais; em vez de ter criado uma conta nesta rede social, eu devia era ter criado um filtro para apagar os mails que recebia de lá a "convidar-me" a criar uma conta.

Ainda estou traumatizado com a forma voraz que as pessoas adicionam contactos à sua conta. Se calhar isso é uma nova forma de colecção: em vez de cromos de papel, coleccionam cromos "amigos" virtuais. Um estudo indica que algumas pessoas que adicionam muitos contactos, entre outros factores, apresentam traços narcisistas. Será este o caso destes meus contactos com várias centenas de "amigos"?
publicado por brunomiguel às 13:37 | link do post | comentar