Também escrevo sobre o browser do Google

Eu sei que já fiz uma menção ao Google Chrome no Programas Livres e no Webtuga, mas não resisto a fazê-la aqui também, numa versão curta (espero). O projecto parece ser demasiado interessante para deixar de o mencionar, e não é por ser do Google.

O Google Chrome é um browser livre (as in freedom) que o Google vai disponibilizar já hoje, dia 2 de Setembro de 2008. Este browser terá:

  • uma máquina virtual de Javascript, também ela livre, que teoricamente torna a interpretação do Javascript mais rápida;
  • o Webkit para fazer render às páginas web;
  • os separadores localizados em cima da barra de endereço, ao contrário do que acontece com a maioria dos browsers actuais;
  • uma página inicial semelhante ao Speed Dial do Opera (basicamente, atalhos para sites com pré-visualização em miniatura dos mesmos).
  • um modo de privacidade que não guardará quaisquer dados da navegação no disco (como o famoso pr0n mode prometido para o Internet Explorer 8).


Este projecto está a despertar-me bastante o interesse. Pela descrição, parece ser muito porreiro. Falta saber é se o Google vai entregar o que está a prometer ou se vai fazer como a Microsoft: promete uma coisa e entrega outra, como o suporte out of the box para os padrões web no Internet Explorer 8, que foi por água abaixo na segunda beta deste browser.

Para além de todas as funcionalidades acima mencionadas, estou a contar com uma forte integração dos serviços do Google no browser - e a desejar que isso não aconteça. Será de admirar se não o fizerem, já que são os mentores e criadores da aplicação.

Se quiserem saber mais sobre o Google Chrome, vejam esta banda desenhada criada por Scott McCloud para o Google.

Ok, isto acabou por não ser a versão curta da coisa. Mas o importante é que é interessante, e nesse caso o tamanho não conta. Melhor dizendo: o tamanho não conta, apenas o interesse - do texto, claro está.

publicado por brunomiguel às 00:01 | link do post | comentar