À noite, todos os gatos são pardos

Serão as horas extra uma solução para ajudar a combater a criminalidade, como o Sindicato da Polícia afirma? No caso de Coimbra, cidade que Marinho Pinto mencionou como exemplo de falta de polícias na rua durante a noite, não me parece que vá valer alguma coisa, porque o número de polícias na rua durante a noite vai continuar a ser muito pequeno.

Se querem melhorar o combate à criminalidade, comecem por dar melhores condições de trabalho às forças políciais. Ter que pagar a própria farda e usar armas com mais de uma década não cabe na cabeça a ninguém...

publicado por brunomiguel às 14:23 | link do post | comentar