OpenMoko troca GTK+ por Qtopia

openmoko

Conhecem o OpenMoko, aquele telemóvel que utiliza software livre e que, devido a isso, pode ser completamente alterado para suportar os mais variados protocolos e ter as mais diversas funcionalidades? Esse telemóvel deveria utilizar a plataforma GTK+ para o interface mas, a um mês do lançamento do telemóvel para o mercado, a empresa responsável pelo seu desenvolvimento decidiu trocar o GTK+ pelo Qtopia, a plataforma para dispositivos móveis da Trolltech.

 

De acordo com um dos colaboradores do projecto OpenMoko, Holger Freyther, a decisão de substituir a plataforma GTK+ pela Qtopia deve-se ao facto desta última estar mais madura, ser mais flexível e permitir ter tudo a funcionar em menos tempo. Esperemos é que a maturidade não faça o projecto atrasar-se novamente.

 

O OpenMoko é um projecto licenciado sob as licenças GNU General Public License (GPL) e GNU Lesser General Public License (LGPL). De acordo com a Wiki do projecto: 

 

The Openmoko stack, which includes a full X server, allows users and developers to transform mobile hardware platforms into a unique products. Our licence gives developers and users freedom from the "iron to the eyeballs," freedom to cosmetically customize their device or radically remix it; change the wallpaper or rebuild the entire house! It grants them the freedom, for example, to transform a phone into a medical device or point of sale device or the freedom to simply install their own favorite software. Beyond freeing the software on our devices we have also released our CAD files under Creative Commons. By freeing the software under GPL, we enable the community of FOSS developers to "make it new." By freeing the CAD files we give industrial designers and engineers this same opportunity.

 

via Arstechnica

publicado por brunomiguel às 18:02 | link do post | comentar