Baltasar Garzón quer responsáveis pela guerra do Iraque acusados de crimes de guerra

No dia do quarto aniversário da invasão do Iraque, o famoso juiz espanhol Baltasar Garzón criticou esta guerra num artigo publicado no jornal El País. No mesmo artigo, defendeu que George W. Bush e os seus aliados devem responder por crimes de guerra, devido à invasão ilegal do Iraque e ao desrespeito pelas normas internacionais.

 

We should look more deeply into the possible criminal responsibility of the people who are, orwere, responsible for this war and see whether there is sufficient evidence to make them answer for it.

 

Baltasar Garzón também critica Tony Blair e José María Aznar, por estes terem, de acordo com o juiz, confiado cegamente em Bush e não terem tido a prudência necessária para verificar a veracidade das alegações do presidente norte-americano.

 

Those who joined the US president in the war against Iraq have as much or more responsibility than him because, despite having doubts and biased information, they put themselves in the hands of the aggressor to carry out an ignoble act of death and destruction that continues to this day.

 

A invasão do Iraque já dura à mais cinco anos e calcula-se que já tenha feito mais de um milhão de mortos, cinco mil deles soldados das forças da coligação. O número de soldados feridos estima-se que ronde entre os vinte e três mil e os cem mil.
Os custos da guerra já ultrapassam os 500 mil milhões de dólares. Joseph Stiglitz, um economista vencedor de um Prémio Nobel, e Linda Bilmes, uma especialista em finanças públicas da Universidade de Harvard, acreditam que este valor poderá chegar aos 5 triliões de dólares.

 

Fonte: Rock Creek Free Press, via rikhard-scientia.blogspot.com

Estimativas retiradas dos sites Antiwar.com e Aljazeera.net

publicado por brunomiguel às 19:26 | link do post | comentar