Youtube apanha a onda do "jornalismo do cidadão"

O Youtube decidiu apanhar a "onda" e criou um canal chamado Citizen News. Como o nome indica ou deveria indicar, este canal é dedicado ao "jornalismo do cidadão" ou "informação amadora", como eu lhe prefiro chamar.
Atenção que o facto de eu preferir "informação amadora" em vez de "jornalismo do cidadão" não quer dizer que eu considere isto irrelevante ou que tenha a atitude arrogante de muitos jornalistas em relação a este fenómeno - até porque não sou jornalista. Apenas acho esta designação mais correcta, porque ninguém que reporta um acontecimento é automaticamente jornalista; é apenas alguém que relatou uma informação.
Para já, o Citizen News está agregar conteúdos de perto de 70 "repórteres amadores" que publicam informação no Youtube e está a pedir feedback e sugestões de utilizadores que possam ser agregados pelo canal.

Como já tinha escrito no Webtuga: «Esta iniciativa do Youtube pretende, mais que dar voz ao cidadão, tornar-se a primeira escolha no tal "jornalismo do cidadão", uma tendência que está a crescer de dia para dia. Mas como irá o Youtube lidar com o ruído de algumas "notícias"? E terão eles algum controlo sobre os conteúdos que aparecem no Citizen News?». Realmente, estou para ver como o Youtube irá lidar - se é que vai lidar - com o ruído normal no tal "jornalismo do cidadão", mas também normal no chamado "jornalismo profissional".
Esta minha preocupação não é por me achar um expert neste campo. É apenas porque eu adoro informação e detesto receber ruído, como recebo nalguns telejornais de certos canais televisivos que adoram dar destaque a sangue, sofrimento, mortes, acidentes e outros sensacionalismos e fazem um drama de tudo e mais alguma coisa.

via Arstechnica.com
publicado por brunomiguel às 15:42 | link do post | comentar