Reino Unido tenta matar privacidade, diz que é o combate ao terrorismo

No Reino Unido, o Ministério do Interior quer tornar o país mais vigiado do que já é. Se já não bastava não se poder andar na rua sem ter uma câmara apontada, agora querem criar uma base de dados com informações sobre as comunicações feitas pelos cidadãos, sejam elas telefónicas ou online (mail, VoIP, etc).
Para não variar, esta é mais uma medida para instaurar um estado sem qualquer liberdade (totalitarista/fascista?!); ou como eles dizem, para «combater o terrorismo». Não tarda nada instalam câmaras dentro das casas das pessoas, não vá um árabe terrorista teleportar-se dentro de uma delas.

via i-gov.org
publicado por brunomiguel às 17:12 | link do post | comentar