Esta canalha preocupa-me

Uma americana de 49 anos, Lori Drew, está a ser julgada pela prática de cyber-bulling - intimidação online. Esta alegada prática de Lori terá resultado no suicídio de uma vizinha sua de apenas 13 anos de idade, Megan Meier.
Reza a história que Lori terá, alegadamente, criado um perfil na rede social MySpace, onde se fez passar por um jovem que queria ser amigo de Megan. A amizade virtual foi crescendo, até que terá sido abruptamente terminada com uma mensagem do amigo virtual, que dizia que o mundo estava melhor sem Megan. Devido a isto, a jovem ter-se-à enforcado. 

 

Este é, parece-me, mais um caso igual a tantos outros: um jovem que utiliza a net sem consciência do que está a fazer e sem educação para tal. Mas, para mim, o mais preocupante não é isso, nem o facto de haver pessoas que andam a gozar online com os outros, apesar destes pontos também serem graves. Assusta-me é ver que os miúdos não conseguirem lidar com a rejeição.
Talvez esteja erradamente a generalizar mas, de momento, é assim que eu vejo isto: miúdos mimados que não conseguem lidar com os problemas e que acreditam em tudo o que lêem e ouvem dizer.
Como disse o Bruno Amaral, e bem, no Twitter: «falta-nos o contexto: pq é q n falou com os pais? o q lhe dizia o "amigo"? como era a vida na escola?...». Sem estes dados, é dicíl saber até que ponto a jovem não estaria a ser manipulada. Mas matar-se? Não consigo perceber isso. Eu tive um início de adolescência mau e uma adolescência má, da qual ainda restam muitas marcas, mas não me tentei matar. Lá consegui lidar com os problemas à minha maneira, mas lidei; bem ou mal, lidei.
Talvez a educação de Megan não tenha incluído um fortalecimento contra os problemas. Ou talvez ela fosse demasiado susceptível. Talvez até venhamos a saber mais sobre o que se passou e fiquemos a conhecer o perfil de Megan; mas acho isso difícil, porque a informação já não vende. Talvez...

 

via Sol e BBC

publicado por brunomiguel às 21:54 | link do post | comentar