Uma possível solução não violenta para educar os amigos spammers

A minha experiência em dizer às pessoas que não devem reenviar toda a porcaria que recebem por mail a todos os seus contactos é que elas ficam bastante chateadas, porque pensam que nós não queremos receber os emails que nos enviam. Em parte é verdade, mas isso aplica-se apenas àquelas porcarias dos powerpoints, vídeos, prémios e ajudas a pessoas que estão sempre a aparecer com nomes e problemas diferentes; de resto, uma experiência, uma notícia e por aí fora, é na boa. Mas, neste caso, eles serão obrigados a pensar, porque isso obriga a uma selecção dos contactos a quem reenviar determinado email. E pensar parece ser algo de que não gostam muito, ou não passavam a vida a reenviar emails para todos os contactos, só porque não querem ter trabalho em seleccionar um grupo de contactos que poderão estar interessados em receber determinada correspondência.
Então, como pedimos a estas pessoas para controlarem o vício de reenviar emails? Pagamos-lhes uns copos e, quando eles ou elas já estão muito alegres, falamos com eles ou elas acerca disso? Damos uns murros na cara destes pequenos spammers e dizemos que eles levam mais se continuam a bombardear a nossa caixa de correio com spam? Vamos ao Fátima Shopping a pé, para que a figura religiosa do local os faça parar de praticar este macabro/bárbaro/parvo/irritante hábito?
A solução poderá ser simples e até nem envolver violência (eu sei, é pena). Uma visita ao site stopforwarding.us deverá bastar. Neste site, basta inserir o nome e endereço de email do amigo ou familiar spammer, e ele receberá um email anónimo e politicamente correcto, onde será aconselhado a não reenviar todos os emails que recebe a todos os seus contactos e a seleccionar apenas os contactos que poderão estar interessados em receber determinado email. Vejam a transcrição da mensagem:
Hi Zé Manel, One of your friends has sent you this message from StopForwarding.Us, a website that allows individuals to anonymously email their friends and politely ask that they stop the habit of sending forwarded emails or FWDs. Please do not forward chain letters, urban myths presented as truth, potentially offensive jokes, videos or photos without being asked or first receiving permission. If you find something that is funny and it is clean and you genuinely think the recipient will enjoy it then foward it to that person only (not in an email blast to all your friends and family) and include a personal note about why you enjoyed it and why you think they will too. Avoid sending forwards to friends or relatives that you've grown distant with. It can be frustrating for the recpient when the only correspondance you have with someone is via impersonal, unwanted email. For more tips on email etiquette, visit StopForwarding.Us/etiq.html Thank you, A Friend (via stopforwarding.us)
Simples e até poderá ser eficaz. O destinatário terá é que ter conhecimentos de inglês, ou não perceberá nada do que lá está escrito e o mais certo é acabar a reenviar-vos o raio do email - o que seria bastante irónico, não é verdade?
Se isso não resultar, têm sempre a violência física.

via labnol.org
tags:
publicado por brunomiguel às 22:20 | link do post | comentar