Microsoft: a arte de espiar e fornecer dos dados recolhidos a terceiros

espiarQuem gosta e dá valor à privacidade? Vocês não sei, mas eu adoro da minha privacidade e dou-lhe muito valor. Essa é uma das razões para não usar software da Microsoft: detesto ser espiado e reajo muito mal a isso, mesmo quando é o meu irmão a tentar micar qualquer coisa.
Imaginem que instalam uma aplicação da Microsoft e que ela envia informações para a nave mãe. Não é difícil imaginar: só têm que utilizar o Windows Vista e vão estar nessa situação. Mas este não é o único produto desta empresa que pensa que é um James Bond. O Malicious Software Removal, uma ferramenta da Microsoft para remover malware dos computadores com Windows, é outro destes produtos 007. Para além da remoção de algumas maleitas digitais, esta ferramenta recolhe informações sobre o vosso computador, que agora serão usadas pela Microsoft para uma suposta aplicação que visa atacar as botnets e que permitirá às forças de segurança ter uma ideia dos dados dos utilizadores da Microsoft - ou seja, permitirá às forças policiais ter acesso aos dados recolhidos do vosso computador pelo Malicious Software Removal.
Mesmo que esta aplicação recolha apenas dados sobre malware, algo que não iremos saber, uma vez que o código não é disponibilizado, não dá o direito à Microsoft de vos espiar, nem que seja para alegadamente combater as botnets. Só que, ao instalarem essa aplicação, o mais certo é estarem a dar autorização à Microsoft para fazer isso, porque quase de certeza isso é contemplado no EULA (End User License Agreement).
Num dos posts anteriores eu mencionei, de forma rápida, um artigo publicado no Linuxjournal.com. Neste artigo, o autor questiona-se acerca de um possível boicote à Microsoft e se isso terá algum efeito. Eu acho que não era má ideia. Já chega destas coisas, não concordam? Vocês têm a faca e o queijo na mão, só vos resta usá-los.

via Infoworld.com

Nota: a imagem original é da autoria de Travis Gray, que a disponibilizou sob uma licença Creative Commons 2.0.
publicado por brunomiguel às 15:56 | link do post | comentar