Maddie, a mina de ouro

Robert Murat, um dos arguidos do famoso caso Maddie, vai processar onze jornais britânicos por alegada difamação. Para além dos jornais The Daily Express, The Sunday Express, The Daily Star, The Daily Mail, The Evening Standard, The Metro, The Daily Mirror, The Sunday Mirror, The News of the World, The Sun e The Scotsman, Murat vai ainda processar o canal televisivo britânico Sky News.
Ao que parece, este processo poderá render a Robert Murat perto de dois milhões e meio de euros. Pelo menos é essa a informação avançada pelo jornal O Público, que cita uma especialista em direito entrevistada pelo jornal The Observer.
Se esta especialista em direito estiver correcta, esta indemnização estabelecerá um novo record nos processos por difamação. O anterior pertence a um caso que ocorreu em 1989, cuja indemnização chegou aos 1.8 milhões de euros.

Longe de mim dizer que Robert Murat tem ou não razão nisto. Nunca li os artigos em causa e nunca vi nenhuma reportagem da Sky News sobre ele, por isso não sei se houve realmente difamação. Mas sei que a Maddie, que ninguém sabe onde está e se está viva ou morta, é uma mina de ouro para muita gente.
Quem escreveu livros sobre este caso já ganhou um bom dinheiro. Robert Murat, com ou sem razão, poderá receber uma quantia bastante avultada. Os pais da miúda, ao que parece, utilizaram parte do dinheiro do fundo criado para coisas que não a procura da filha.
Começo a achar que os intervenientes directos e indirectos deste caso deviam ser obrigados a ter uma licença para exploração mineira.
tags:
publicado por brunomiguel às 16:54 | link do post | comentar