Liberdade de expressão, onde andas tu?

Esta deve ser a pergunta que as pessoas, que souberam da notícia do professor universitário que foi alegadamente pressionado a fechar dois blogs que satirizavam a igreja e o governo, fizeram a si próprias.

O professor em causa chama-se Daniel Luís e é docente da Universidade do Minho. Diz a Exame Informática que este professor foi, alegadamente, pressionado por "um dos órgãos do Departamento de Sociologia da Educação e Administração Educacional da Universidade do Minho (DSEAE), que terá deliberado no sentido do encerramento dos dois blogues, com a justificação de que ambos os endereços punham em causa o prestígio do dito departamento."

Para além das alegadas pressões para fechar dois dos seus blogs, este professor também terá sido pressionado para deixar o stand-up comedy, um dos seus hobbies. Caso não acatasse a decisão, seria, alegadamente, alvo de processo disciplinar que culminaria no seu despedimento.

A ser verdade esta notícia, é algo extremamente grave, pois um patrão - que, ainda por cima, é uma universidade: um local onde se cultiva (ou deveria cultivar) o livre pensamento - pressionou um dos seus funcionários a deixar de fazer algo fora do seu papel de professor e que nada tem a ver com a universidade, só porque não aprova o que um funcionário faz com a sua vida privada.

Se for mesmo verdade, tem que ser feito algo, se não cria-se um precedente grave que pode tornar isto prática comum. Deixa de haver distinção entre vida profissional e vida pessoal.

via aindaapensar.blogspot.com
tags:
publicado por brunomiguel às 14:49 | link do post | comentar