Governo Brasileiro instala software livre e poupa 540 milhões de euros

O Brasil voltou a dar-nos, portugueses, uma lição. E não foi no futebol de praia, modalidade em que raramente lhes ganhámos. Foi na adopção de software de qualidade (leia-se software livre) e na poupança que foi feita aos cofres do estado com essa adopção.

Contas feitas por alto, o governo brasileiro conta poupar qualquer coisa como 540 milhões de euros, apenas com a instalação de software livre nos computadores estatais. Para além dos benefícios que a poupança trás à carteira dos brasileiros, o uso de software livre é garantia de qualidade e fiabilidade.

Nós, em Portugal... Bem, eu até tenho vergonha de dizer isto. Nós continuamos com a Microsoft, quando podíamos aliviar a carteira do estado e utilizar software com, verdade se diga, qualidade superior. E não falo só de GNU/Linux, como também das BSD e outros sistemas operativos livre. Até podíamos tornar Portugal num dos maiores pólos de desenvolvimento de software livre do mundo, um atractivo para os hackers (hacker não tem nada a ver com o significado incorrecto que se lhe atribui, o de criminoso digital. um hacker é alguém que consegue pegar em algo e dar-lhe outra utilidade, tal e qual como alguém que pega numa receita de um prato e lhe acrescenta algo novo) espalhados pelo mundo. Aí sim, Portugal seria um país tecnologicamente desenvolvido!

{Fonte: 2.0 Webmania}
publicado por brunomiguel às 19:54 | link do post | comentar