Desta vez foi a Turbolinux

A distribuição asiática de GNU/Linux, Turbolinux, é a mais recente distribuição a vender a alma ao diabo, perdão, a comprar protecção, perdão, a assinar um acordo de interoperabilidade e protecção de propriedade intelectual com a Microsoft.

Com este acordo, a Microsoft e a Turbolinux partilharão as suas patentes, por forma a aumentar a interoperabilidade entre os dois e para evitar que os utilizadores desta distribuição sejam processados por violações de patentes que ainda ninguém viu. A japonesa Turbolinux também poderá criar futuras oportunidades de colaboração técnica com a Microsoft, graças ao Workgroup Server Protocol Program.

Com tanta "interoperabilidade", não tarda nada vemos aí um Microsoft Linux. Porque, verdade se diga - e isto é apenas a minha opinião, baseada em 8 anos de utilização de Windows -, os sistemas operativos deles são fraquinhos.

{Fonte: eWeek}
publicado por brunomiguel às 20:36 | link do post | comentar