A experimentar o Fluxbox

Enquanto procurava a solução para um problema que estava a ter no Debian Lenny (felizmente o pessoal do Planet Geek é bastante prestável e ajudaram-me a resolver-lo), encontrei uma referência ao Fluxbox. Sempre tive curiosidade em experimentá-lo, por isso decidi instalar este Window Manager (gestor de janelas) e, depois de instalado, executei os seguintes comandos como root: update-menus e updatedb.
Depois de instalar o Fluxbox, a primeira coisa que constatei é que os temas que vêm com ele são horríveis, tão maus como a skin padrão do Windows XP. A sorte é que, tanto para um como para o outro, existem bons temas, por isso não foi difícil encontrar um de jeito. A minha segunda constatação foi a leveza incrível deste gestor de janelas; demora dois segundos a carregar, por isso não come recursos à parva. A terceira constatação foi a desorganização dos menus das aplicações, mas isso é o menos - um terminal aberto resolve esse problema.
Depois de instalado, há que procurar um tema agradável. A minha escolha recaiu, para já, no MurrinaBW, um tema muito agradável em tons de cinza. Depois de escolher o tema, veio a escolha do wallpaper. O Fluxbox não tem nenhum utilitário gráfico para escolher o wallpaper, mas uma simples pesquisa no Google foi suficiente; basta executar o comando fbsetbg -f caminho_para/a_imagem/imagem.formato e está escolhido o wallpaper.
Agora tenho um gestor de janelas leve, até certo ponto prático e que me permite fazer tudo o que preciso. Ah, e para resolver o problema que tinha, bastou editar o /etc/ld.so.conf e adicionar-lhe a seguinte linha: include /usr/local/lib. A falta desta linha fazia com que todos os programas que compilava se queixassem da inexistência de uma biblioteca do programa em causa.

edit: como o wallpaper não se mantém de sessão para sessão no fluxbox, basta editar o ficheiro init (que se encontra em /home/vosso_utilizador/.fluxbox/), procurar a linha que contém o texto session.screen0.rootCommand e adicionar à frente desse texto o comando acima mencionado para definir o wallpaper. Se não quiserem ser obrigados a editar o ficheiro sempre que querem usar outro wallpaper, em vez do comando fbsetbg -f caminho_para/a_imagem/imagem.formato, basta adicionar fbsetbg -l, que o FluxBox usará sempre o último wallpaper que definido por vós.

Fluxbox_com_MurrinaBW
Basta clicar na imagem para a verem em tamanho real (1280x1024)
tags:
publicado por brunomiguel às 23:50 | link do post | comentar