Red Hat marca pontos na Suécia

Um dos argumentos que a Microsoft apresenta para dizer que a adopção de GNUL/Linux é dispendiosa é o Total Cost Ownership (custos relacionados, directa ou indirectamente, com manutenção, hardware, software, etc). Mas será este argumento válido?
A Swedish State Pharmacy, uma cadeia de farmácias estatais da Suécia, migrou os seus servidores SPARC com um sistema desenvolvido por eles, para servidores Intel com Red Hat Enterprise Server, de forma a diminuir o tal Total Cost Ownership. Nada mais nada menos que 900 farmácias passarão a desfrutar da superior qualidade do software livre, através do RHES.
A escolha do Red Hat Enterprise Server, de acordo com o responsável pelo departamento de novas tecnologias da Swedish State Pharmacy, deveu-se à fiabilidade, robustez, qualidade, custo e necessidade de uma plataforma fiável, tanto para as farmácias como para os utentes.
When you are dealing with people’s health, you really do need an IT system that both the pharmacy and patients can rely on"

Mais um marco importante para o software livre, mas infelizmente não foi cá. Mas espero que, com a mania que se tem de copiar quase tudo o que se faz nos outros países europeus, o Estado Português também siga esta moda.

{Fonte: BusinessWare}
tags:
publicado por brunomiguel às 18:19 | link do post | comentar