Tribunal Europeu de Primeira Instância decidiu: Microsoft terá que pagar 470 milhões de euros

O Tribunal Europeu de Primeira Instância confirmou hoje a multa aplicada em 2004 à Microsoft, por alegado abuso de posição dominante.
Em 2004, a Comissão Europeia considerou que a inclusão de um leitor multimédia nos sistemas Windows era uma prática desleal para os seus concorrentes. A Microsoft não concordou e recorreu da decisão para o Tribunal Europeu de Primeira Instância, tendo este órgão dado a conhecer, hoje, a sua decisão: a Microsoft terá que pagar 470 milhões de euros por práticas desleais.
À luz desta decisão - e para além da multa -, a Microsoft terá que comercializar, no espaço europeu, uma versão dos sistemas Windows sem a aplicação Windows Media Player ou um outro leitor multimédia da empresa. Esta decisão, como é óbvio, não agradou à Microsoft e já se especula que a norte-americana possa recorrer para o Tribunal de Justiça das Comunidades Europeias.

{Fontes: G1 && Diário Digital && Público}
publicado por brunomiguel às 18:53 | link do post | comentar