Segunda-feira, 08.09.08

[Actualizado] Liferea actualizado e com Webkit

Actualização: para que as alterações da folha de estilo do Liferea sejam permanentes, basta criar o ficheiro liferea.css dentro da pasta da vossa /home onde a aplicação guarda as configurações - no meu caso, é em .liferea_1.4 - e inserir as alterações pretendidas. A mim, bastou apenas:

body, table, div {
font-family: Bitstream Vera Sans;
font-size: 11pt;
line-height: 14pt;
}

Hoje, farto de ter o Liferea 1.4.17 a massacrar-me o processador sempre que actualizava, lá me decidi a removê-lo e a instalar a mais recente versão estável, 1.4.19. Desta vez compilei-o com suporte para Webkit, não porque ele é o hype do momento, mas porque queria ver que vida há para além do Xulrunner no Liferea.

Devo dizer que o Liferea com o Xulrunner sempre me funcionou às mil maravilhas, mas tinha um problema: o tamanho das fonts era um pouco pequeno e dificultava a leitura dos textos. Com o Webkit isso já não acontece, por isso vou mantê-lo. Só tem é um pequeno problema: o espaçamento das linhas podia ser 3 ou 4 píxeis maior.

Agora, consigo ler melhor as minhas feeds no Liferea e o processador não fica tanto tempo com os recursos ocupados quando este leitor de feeds está a actualizar, tendo chegado por vezes a bloquear o Gnome durante alguns segundos.

 

publicado por brunomiguel às 14:29 | link do post | comentar | ver comentários (7)
Domingo, 31.08.08

Novo tema e algumas dores de cabeça

Eu não sei como é que consegui aguentar tanto tempo o mesmo layout no blog, mas o certo é que consegui. Mas isto não ia durar para sempre, ainda para mais quando eu tenho a mania de estar sempre a mudar tudo, por isso voltei a alterá-lo.

Na busca de inspiração, visitei o blog templates.sapo.pt e descobri um tema muito porreiro e simples chamado esquadro. Curti-o milhões, por isso decidi aplicá-lo aqui e fiz-lhe algumas pequenas alterações para ele ficar mais ao meu gosto.

Tu estava bem, pensava eu: o CSS valida, o XHTML também. Até que, sem que houvesse razão para isso, abri o Midori, um pequeno browser que usa o Webkit para fazer render às páginas. Quando entrei no meu blog, reparei que a parte que as tags de um post e a zona onde aparece o nome do autor e as links para comentar estavam com um distanciamento enorme, um distanciamento que não me aparecia nos browsers que usam o Gecko. Ainda pensei que fosse stress deste browser, por isso entrei no browsershots.com e testei o layout com todos os browsers que usam o Webkit. O resultado foi o mesmo.

Não sendo eu um hacker de CSS, andei uns tempos às voltas até que descobri que a culpa era de uma classe chamado clear que é usado nas tags br que estão entre os divs. Em browsers Gecko, consigo ter essa info dos posts próxima uma da outra sem ter que usar o display:none no .clear. Mas se usar o display:none no .clear, o #container, o div principal do tema, herda a altura do #header.

Até agora, a única solução que encontro para isto é a remoção da class das tags br que estão entre os divs em causa. Só que isso envolve a criação de layers com o sistema de blogging do Sapo Blogs, e o S2, a linguagem usada para criar layers, para mim está ao nível do mandarim. Para piorar, não consigo definir vários layers para um tema.

Agradeço sugestões para esta minha situação. E também sugestões para o layout do tema. Terei todo o prazer em recebê-las nos comentários.

publicado por brunomiguel às 13:48 | link do post | comentar | ver comentários (12)

do not feed the trolls

Outros blogs meus

pesquisar neste blog

 

subscrever

RSS

Newsletter

posts recentes

arquivos

links