Terça-feira, 18.05.10

Chegou o meu CD do Ubuntu 10.04

O meu CD do Ubuntu 10.04 LTS chegou hoje. Não o vou instalar porque estou bastante contente com o Debian Testing (com o KDESC 4.4.3 do Debian Unstable), mas vou usá-lo para convencer o meu irmão a instalá-lo já que ele quer dar mais uma formatação ao disco do portátil.

Eventualmente, talvez instale só para ver como ficou. Provavelmente, lá para perto do lançamento da versão 10.04.1 - ou daqui a pouco tempo, conforme me der na pinha.

Eu devia era ter pedido um CD do Kubuntu. Embora goste bastante do usar Gnome, o KDESC está demasiado fixe para não o usar. O composite deste gestor de desktop puxa um pouco mais pela gráfica que o Compiz, mas é apenas um ponto menos positivo no meu de tantos (mais?!) positivos.

publicado por brunomiguel às 17:50 | link do post | comentar | ver comentários (4)
Quarta-feira, 28.04.10

Release Candidate do Ubuntu 10.04 não é bom prenúncio para a versão final da distribuição

stress
278/365 - Hey Guys Hey Guys Hey Guys, da autoria de helgasms!, sob a licença Creative Commons Attribution-No Derivative Works 2.0

Ainda me lembro como se tivesse sido ontem. Bem, na verdade foi apenas há dias: instalei a Release Candidate do Ubuntu 10.04 e as chatices não tardaram a aparecer.

Uma das primeiras foi o ícone das «Tecnologias Assistivas», que decidiu aparecer na área de notificação sem que eu tivesse sequer executado tal aplicação. Removê-lo, só mesmo depois de apagar a pasta .gconf da minha /home, porque nem a remoção do pacote associado à aplicação resolveu a questão.

Depois, foi a applet Relógio, que ora decide mostrar a temperatura e a previsão do estado do tempo, ora arma-se em parva e não mostra nada durante um dia ou dois.

Também, não tenho uma forma simples de alterar o tema do GDM. Não gosto muito do que vem por omissão no Ubuntu e quero trocar, mas para isso tenho que andar a editar um ficheiro qualquer que eu não sei muito bem qual é. Descobri-lo não custa, mas não tenho estado com paciência para isso.

Outros: o TAB não funciona no browser para alternar entre elementos, e as teclas de atalho para copiar e colar só funcionam quando querem e não quando eu preciso. Este último torna-se especialmente aborrecido porque é algo de que necessito bastante, já que actualizo as redes sociais através de uns bots XMPP e muitas vezes tenho que replicar os conteúdos.

Estes e mais uma série de outros pequenos bugs irritantes fazem-me perder a paciência com o Ubuntu. Se uma Release Candidate está assim, a versão final, à partida, não deverá ser muito melhor. É por isso que estou a equacionar instalar Debian Testing ou então a aguardar pelo lançamento do Fedora 13.

O Debian Testing é porreiro porque me permite ter um sistema estável e com versões relativamente recentes das aplicações - se excluírmos o KDESC, claro está. Já o Fedora 13 dá-me a oportunidade de ter um desktop KDESC bastante recente, tal como as aplicações do sistema, para além de também ser uma distribuição estável.

Entretanto, é provável que também pondere outras distribuições de GNU/Linux, como o Crunchbag e Mandriva. Mas, de momento, equaciono apenas Debian e Fedora, e já é o suficiente para não me conseguir decidir.

publicado por brunomiguel às 23:08 | link do post | comentar | ver comentários (5)
Quarta-feira, 24.03.10

Ubuntu Portugal GlobalJam Março 2010

Usam Ubuntu e querem dar uma pequena e divertida ajuda ao projecto? Apareçam na «Ubuntu Portugal GlobalJam Março 2010».

A equipa Portuguesa de Ubuntu vai participar no Ubuntu Global Jam!
Durante 1 dia inteiro, vamos fazer um sprint de traduções, triagem de problemas, trabalhar em documentação e acima de tudo, divertir-nos!

Este evento é publico, e encorajamos todas as pessoas (mesmo que não utilizem GNU/Linux) a aparecem.

Tragam o vosso portátil pois haverá acesso à Internet.

Apareçam!

O que é o Ubuntu Global Jam?
https://wiki.ubuntu.com/UbuntuGlobalJam

Apareçam! Vai ter acesso à net à borla. ;)

publicado por brunomiguel às 13:11 | link do post | comentar
Sábado, 22.08.09

Uma (muito) curta experiência com a Mandriva 2009.1

Ontem, depois de ter andado com essa ideia algum tempo na cabeça, instalei a Mandriva 2009.1. Mas não demorei muito a arrepender-me e a voltar à distribuição que tinha antes.

Instalei a Mandriva porque, há uns tempos atrás, o Nuno Pinheiro me tinha dito que ela era capaz de ser a distribuição que oferecia um melhor desktop KDE. E de facto a oferta é muito boa a esse nível, melhor que a do Ubuntu. São os pequenos detalhes que fazem toda a diferença.

Enquanto desktop, achei a Mandriva muito porreira, mesmo não me tendo configurado correctamente a gráfica; um mal menor que se resolveu de forma rápida e simples. De resto, quatro estrelas e meia (não lhe dou cinco estrelas por causa do tema que vem por defeito).

O problema, pelo menos para mim, é o URPMI. Este gestor de pacotes consegue complicar aquilo que devia ser bastante simples; simples, tipo APT. Por causa dele, mandei a Mandriva às urtigas nem duas horas depois de a ter instalado e voltei ao Ubuntu.

Desta vez, aproveitei para fazer uma instalação muito mínima do Ubuntu, sem ambiente gráfico e assim. Apenas um terminal, que foi o suficiente para instalar o KDE 4.2, que é a versão que está nos repositórios oficiais, para depois poder adicionar os backports do Kubuntu e instalar o KDE 4.3, que estou a usar neste preciso momento.

E assim passei o meu dia de folga.

publicado por brunomiguel às 11:20 | link do post | comentar | ver comentários (5)
Quinta-feira, 02.04.09

Desktop emprestado

desktop
Clica na imagem para a veres nas dimensões originais.

Enquanto estou no Porto, este é o meu desktop emprestado. O portátil é porreiro, mas tem um senão: tem Vista instalado, o que me obriga a fazer boot através de uma pen com uma nightly-build do Jaunty, gentilmente criada para mim pelo BugaBundo durante o Barcamp do fim-de-semana passado, e que funciona da mesma forma que um LiveCD. Por causa disto, a cada boot tenho que voltar a personalizar o desktop ao meu gosto.

Não estou a reclamar. Se a namorada do meu irmão, a quem eu agradeço, não me tem emprestado o portátil, os meus dias por aqui iam ser bem mais penosos; pelo menos até à noite, altura em que fico em muito boa companhia.

publicado por brunomiguel às 15:27 | link do post | comentar | ver comentários (11)

do not feed the trolls

Outros blogs meus

pesquisar neste blog

 

subscrever

RSS

Newsletter

posts recentes

arquivos

links