Sábado, 01.05.10

«Gay marriage killed the dinosaurs»

«Gay marriage killed the dinosaurs»

Boa parte das pessoas religiosas continuam a não querer o casamento entre homossexuais, mas pelo menos já reconhecem que os dinossauros existiram. Estão a evoluir aos poucos...

via ZanyPickle

publicado por brunomiguel às 01:11 | link do post | comentar
Quinta-feira, 29.04.10

Símbolos religiosos no estado federal alemão da Baixa Saxónia

Aygul Ozkan é a primeira muçulmana a ser nomeada para o Governo alemão. Recentemente, viu-se envolvida num escândalo, depois de ter defendido em entrevista à revista Focus que os crucifixos devem ser retirados das salas de aula das escolas públicas e que nenhuma mulher deve poder usar véus nestes estabelecimentos.

São palavras com um potencial polémico muito grande, ainda por cima quando ditas na véspera da sua nomeação oficial.

Pessoalmente, concordo com Aygul Ozkan, mas não totalmente. Sim, as escolas públicas não devem exibir qualquer símbolo religioso, seja uma cruz ou outra coisa qualquer. Já no que toca ao véu, não é a instituição que o usa mas um cidadão. Aí, entra-se no âmbito da escolha pessoal e o Estado não deve interferir nisso.

Como seria de esperar, as declarações de Aygul Ozkan não cairam bem no seio das organizações católicas e muçulmanas, que depressa se mobilizaram contra estas afirmações. Os seus representantes defendem que estes símbolos são marcas importantes das suas religiões e que, por isso, não devem ser proibidos.

Dentro do seu partido, o Christian Democratic Union (CDU), a reacção não foi diferente, com vários membros da CDU a pedir a demissão de Aygul Ozkan. O chefe máximo do estado federal da Baixa Saxónia, Christian Wulff, afirmou que as «declarações provocatórias» da sua mais recente ministra regional foram um caso isolado e que a questão já está resolvida. Também indicou que o seu executivo vai continuar a trabalhar de forma próxima com a Igreja e que mantém a confiança em Aygul Ozkan.

Esta posição do partido é legítima. Já o trabalhar de forma próxima com a Igreja, não o é, porque neste caso implica uma mistura que não deve acontecer. Estado e Igreja são entidades separadas e é por algum motivo que assim é.

Depois de ter estado debaixo de fogo e sido, inclusive, alvo de ameaças de morte, Aygul Ozkan pediu desculpas pelas declarações e afirmou que aceita a política do seu partido, que defende a utilização de símbolos religiosos nas escolas públicas alemãs.

link

publicado por brunomiguel às 21:16 | link do post | comentar
Quinta-feira, 15.04.10

Vaticano sacode água do capote e liga directamente pedofilia à homossexualidade

sondagem euronews

Não sei o que é pior, se as declarações do cardeal Tarcisio Bertone, que ligou a homossexualidade à pedofilia, se o facto da maioria das pessoas que votou nesta sondagem da Euronews achar que a comunidade gay não se deve sentir insultada pelo sacudir de água do capote feito por parte do Vaticano, que antes disto andava a tentar ocultar do público os imensos casos de pedofilia dentro da igreja.

Não basta a igreja cristã ter uma visão completamente retrógrada em relação à homossexualidade, ainda lhe atribui a culpa da pedofilia. Mais, as pessoas, como podem ver pelo screenshot da sondagem, ainda concordam com isso. A diferença não é muita, mas o «não» ainda está à frente, o que não é bom sinal.

Também, este «não» não tem que ser necessariamente concordância com a relação directa, atribuída pelo número 2 do Vaticano, entre a homossexualidade e a pedofilia. De certeza que há pessoas que, embora achem as declarações infelizes, não vêm motivo para tanto alarido. Mas eu não vejo as coisas dessa forma; acho que o «não» significa mesmo que estão de acordo com o cardeal Tarcisio Bertone, o que é triste e relevante do mal que a religião faz. E isso é um dos motivos porque concordo com Sam Harris em relação à religião, seja ela qual for.

pedofilia na igreja
ilustração de Xavier Bonilla

Se um homem ou uma mulher se sente atraído ou atraída por pessoas do mesmo sexo não significa que se sinta atraído ou atraída por crianças do mesmo sexo, como defende Bertone, invocando psicólogos e psiquiatras. Se assim fosse, o mesmo raciocínio aplicar-se-ia aos heterossexuais, porque eles também se sentiriam atraídos por crianças, mas do sexo oposto, algo que o cardeal convenientemente esqueceu de mencionar. Isto não tem lógica! Ser homossexual não é sinónimo de pedófilo, tal como heterossexual não o é.

Os mesmos psicólogos que Bertone invocou para defender que a homossexualidade está ligada directamente à pedofilia foram os primeiros a reagir contra as suas declarações. Uma das reacções veio de Marta Crawford, licenciada em Psicologia Clínica e especializada em Sexologia Clínica, que afirmou não ver «qualquer relação entre pedofilia e homossexualidade. A pedofilia não é só relacionada com comportamentos com pessoas do mesmo sexo. Logo aí a relação nem sequer se coloca». «Ser pedófilo não significa ter relações com pessoas do mesmo sexo, significa ter relações forçadas com pessoas de outra idade. A pedofilia é uma situação clínica diagnosticada, enquanto a homossexualidade não é uma doença e nada tem a ver com situações de abuso sexual sobre outros», acrescentou a psicóloga.

Mais valia o Vaticano admitir a porcaria que tem feito em relação a toda esta questão, em vez de mandar representantes atirar areia para os olhos das pessoas. É vergonhoso que, mais uma vez, se tentem descartar das culpas que têm, quanto mais não seja por protegerem os padres que cometeram estes crimes. A pedofilia é um crime grave e não devia ser tratada da forma leviana como o Vaticano está fazer.

alguma desta informação teve como fonte o bitaites.org

publicado por brunomiguel às 03:49 | link do post | comentar
Quarta-feira, 14.04.10

Duas piadas secas sobre religião

Os religiosos também têm helpdesk para quando precisam de se queixar?

Aposto que, se os cristãos tivessem helpdesk, ia ser um inferno .

publicado por brunomiguel às 23:02 | link do post | comentar
Quarta-feira, 07.04.10

A última festa

dj jesus

via 9gag.com

publicado por brunomiguel às 12:24 | link do post | comentar | ver comentários (2)

do not feed the trolls

Outros blogs meus

pesquisar neste blog

 

subscrever

RSS

Newsletter

posts recentes

arquivos

links