Terça-feira, 22.09.09

Honduras: violência em frente à embaixada brasileira

O que era para ser uma manifestação pacífica de apoio a Manuel Zelaya, o deposto presidente hondurenho, em frente à embaixada brasileira, rapidamente se transformou num confronto violento depois da polícia ter intervido para dispersar os manifestantes

violência honduras protesto
fotos AFP

Depois da chegada de Manuel Zelaya à embaixada do Brasil nas Honduras, vários protestos de suporte ao deposto presidente hondurenho tomaram lugar em frente ao edifício. O actual governo, que quer ver Zelaya a responder em tribunal, ordenou que as forças policiais terminassem os protestos, acabando a intervenção por causar vários conflitos violentos em frente à representação oficial brasileira neste país.

violência honduras protesto
foto Fernando Antonio

O líder interino do governo hondurenho, Roberto Micheletti, afirmou que a embaixada brasileira deve entregar Zelaya à justiça daquele país e que o Brasil será responsabilizado pela violência que advenha da protecção dada ao presidente deposto.

As forças de segurança afirmam que, de momento, a situação está calma, mas o Ministro dos Negócios Estrangeiros brasileiro afirmou que qualquer ameaça a Zelaya ou à embaixada brasileira seriam vistos como uma grave violação das leis internacionais.

[link]

publicado por brunomiguel às 16:01 | link do post | comentar
Quarta-feira, 18.06.08

"Movido a Vontade de Vender"

Hoje o meu irmão esteve inspirado. Após dois meses e alguns dias sem nenhum post, publica dois posts no espaço de meia-hora.
Desta vez, o post não é sobre episódios caricatos com as forças de segurança. O post chama-se "Movido a vontade de vender" e os temas escolhidos são a hipocrisia nacional e a progressiva "acefalização" que está a acontecer por causa da participação da selecção principal de futebol portuguesa no Euro 2008. Desde comboios, a burros a puxar carroças, estão lá alguns dos temas que têm marcado a actualidade nacional, com uma pitada de humor à mistura.

Agora só lhe falta ganhar esperteza e enveredar pelos sistemas livres, ao invés de continuar com aqueles sistemas proprietários que têm uma qualidade que me levanta bastantes dúvidas.

Sexta-feira, 06.06.08

Efeitos da liberalização do mercado?

Pescadores protestam em Bruxelas contra o preços dos combustíveis e acabam a queimar a bandeira europeia, a apedrejar edifícios e a destruir carros. Um pouco por toda a Europa, os camionistas protestam nas estradas contra o preços dos combustíveis. Pescadores espanhóis bloqueiam a fronteira entre o Algarve e Espanha em protesto contra o preços dos combustíveis.

reuters publico foto mercado livre protestos

Nos últimos tempos, o número de protestos contra o aumento incompreensível do preço dos combustíveis tem aumentado. Porquê? Talvez, em parte, por causa da liberalização do mercado.

A liberalização do mercado até tinha sido algo muito bom, não fosse o estado caótico em que entrou por ter demasiada liberdade. Diz o senso comum que a liberdade tem que coexistir com regras, para que a liberdade total, também conhecida como anarquia, não se instale.

Eu não tenho nada contra a filosofia anarquista, mas não acredito nela porque sei bem que o senso comum e a moral humana não são suficientes para manter a ordem - nós, seres humanos, somos todos umas grandes bestas. Num mundo perfeito, a teoria anarquista seria... perfeita. Mas estamos longe de estar num mundo perfeito. Por isso, quando não há ordem, há caos; e quando há caos, há merda.

A imagem da esquerda foi retirada do site do jornal O Público. A imagem da direita foi retirada do site da Reuters. Os direitos das imagens pertencem aos respectivos autores.

do not feed the trolls

Outros blogs meus

pesquisar neste blog

 

subscrever

RSS

Newsletter

posts recentes

arquivos

links