Sábado, 03.01.09

Um dia triste para o Debian

Apesar de um ou outro problemas normais com versões não-estáveis de qualquer aplicação ou sistema, eu estava satisfeito com o Debian Lenny. Tenho um desktop todo janota, tenho as coisas que me interessam e como as quero, faço as minhas cenas sem problemas. Resumindo: a vida era boa com o Debian.

Era, mas já não é, porque o Debian Lenny vai incluir blobs no kernel, na versão final. Agora, estou a pensar em voltar a instalar o gNewSense ou então compilar o Linux-Libre, um projecto que limpa o Linux de blobs. Ainda não decidi o que fazer, mas devo fazê-lo até ao lançamento do Lenny.

Estou um pouco triste com o Debian. Sempre vi este projecto como um exemplo na comunidade livre, por isso fico desagradado com esta decisão. Barafustaram tanto - e com razão - por causa das questões da trademark do Firefox, acabando por fazerem um fork deste browser para resolver a questão, e agora tomam uma decisão destas.

publicado por brunomiguel às 16:43 | link do post | comentar | ver comentários (8)
Quinta-feira, 25.09.08

Desconhecimento desculpável ou trabalho jornalístico menos bem feito?

Enquanto estava a ver o telejornal da RTP, decidi dar uma leitura às tabs que tinha abertas no Icecat. Uma delas tinha um artigo da RTP sobre o Magalhães, onde se pode ser o seguinte:

O pequeno portátil vem equipado com dois sistemas operativos (cabe ao utilizador escolher o que quer), o Windows XP Home, da norte-americana Microsoft, e o Linux Caixa Mágica 12 Mag, desenvolvido em open-source (código-fonte aberto) a partir do sistema operativo criado pelo finlandês Linus Torvalds.

Os programas principais do ambiente de trabalho tradicional são os da Microsoft (Office, Media Player, Photo Story, Popfly e Virtual Earth) e do Linux (OpenOffice).

Este ambiente inclui muitos outros programas, como o Adobe Reader 9, QuickTime e Outlook Express, além de conteúdos multimédia desenvolvidos em Portugal pela Porto Editora, a Diciopédia, Escola Virtual e os jogos didácticos "Zito, o mosquito" e "Guida, a margarida".

Como cidadão consciente que sou (e melhor blogger do mundo, também), entrei em contacto com a RTP, através do formulário de contacto no site do canal, e expliquei-lhes de forma simples que o Linux não é um sistema operativo e que a Caixa Mágica tem muito mais software para além do OpenOffice.org. Também contava contactar a Lusa, mas não fiz uma cópia do que escrevi para a RTP e o email de recepção de mensagem enviado pelo canal não contém uma cópia do meu texto, e eu não estou com paciência para voltar a escrever o mesmo.
Eu já me contento com uma resposta por parte da RTP, seja ela qual for, mas espero que eles corrijam o artigo, ou que, pelo menos, contactem a Lusa para que eles efectuem a correcção.

Será isto desconhecimento desculpável ou falta de investigação por parte do jornalista? Eu sou da opinião que é apenas desconhecimento, mas depois do compadrio - que seja a ser marketing descarado - que tenho visto alguns medias terem com algumas empresas, fico sempre na dúvida.

 

publicado por brunomiguel às 14:21 | link do post | comentar | ver comentários (3)
Sábado, 06.09.08

gNewSense com suporte para os drivers wireless ath9k

A versão mais recente do Linux incluída no gNewSense 2.1 é a 2.6.24. Ela inclui os drivers wireless livres ath5k, que oferecem um bom suporte para dispositivos wireless, mas ainda não é o ideal. Um maior suporte para dispositivos wireless é conseguido com os drivers ath9k, também eles livres, que só muito recentemente foram incluídos no kernel Linux.

Para aumentar o número de dispositivos wireless, um dos membros da comunidade o gNewSense, Ali Gunduz, compilou a versão 2.6.26 do Linux-libre com um patch da versão 2.6.27-rc que inclui os drivers ath9k e disponibilizou os pacotes deb. Com isto, o gNewSense torna-se mais atractivo para os utilizadores de software livre e não só que querem usar um sistema que respeite os seus direitos.

O Linux-libre é um projecto que disponibiliza um Linux sem blobs. Ele foi iniciado por Alexandre Oliva, um funcionário da Red Hat, e está a crescer aos poucos.

Com esta versão mais recente do Linux, o gNewSense consegue superar um dos obstáculos à sua maior adopção: o suporte um pouco limitado de dispositivos wireless. Para além disso, também se torna uma opção ainda mais viável para os vários netbooks que existem no mercado e mostra que um sistema operativo que usa apenas software livre é um sistema que pode ser usado por qualquer pessoa.

publicado por brunomiguel às 21:30 | link do post | comentar
Terça-feira, 15.07.08

BLAG 90000

Aqui está uma boa notícia para quem gosta de software livre: Jeff Moe anunciou o lançamento do BLAG 90000.

Para quem ainda não conhece, esta é uma distribuição de GNU/Linux baseada no Fedora e que, tal como o gNewSense, tem como objectivo fornecer um sistema composto somente por software livre.

O BLAG 90000 é baseado na versão 9 do Fedora e tem como novidades a utilização do Linux-libre - uma versão do kernel Linux sem blobs - por omissão e a sincronização dos repositórios da distribuição com os repositórios rawhide do Fedora.

Eu estou habituado apenas a distribuições de GNU/Linux Debian-based, mas vou descarregar o BLAG 90000. Vai ser uma oportunidade para voltar a usar o qemu e ficar a conhecer esta distribuição.

Domingo, 06.07.08

Garmin disponibiliza código-fonte de alguns dos seus dispositivo GPS

A fabricante de dispositivos GPS, Garmin, disponibilizou o código-fonte do software livre usado nas séries Nuvi 8xx e Nuvi 5xxx dos seus produtos. Entre o software livre usado nestes gadgets, estão o Linux, Busybox, Gnome, Alsa, xserver-kdrive-common e o gestor de janelas Matchbox.

Informação detalhada sobre o software livre usado nestes dispositivos GPS e os modelos está disponível no site Linux Devices.
 

publicado por brunomiguel às 14:25 | link do post | comentar

do not feed the trolls

Outros blogs meus

pesquisar neste blog

 

subscrever

RSS

Newsletter

posts recentes

arquivos

links