Sábado, 06.09.08

Infidelidade masculina é culpa da natureza

Um grupo de investigadores suecos do Karolinska Institute descobriu que a infidelidade e dificuldade em assumir compromissos emocionais de alguns homens se deve, ao contrário do que diz a crença popular, a causas genéticas. O culpado: o gene AVPR1A.

Para chegar a esta conclusão, os investigadores reuniram mais de 1000 casais heterossexuais e recolheram amostras de ADN de todos eles. Depois, foi-lhes apresentado um inquérito sobre a sua relação. Posteriormente, os resultados dos testes de ADN foram comparados com as respostas ao inquérito. O que os investigadores descobriram foi que os homens com a variante 334 do gene AVPR1A receberam notas menos positivas das suas parceiras na questão da sua entrega e força da relação. A situação torna-se pior se o homem tiver duas cópias desta variante do gene AVPR1A.

A "facadinha" no casamento e a dificuldade em assumir uma relação amorosa afinal não são culpa do homem. Nisto, nós, homens, somos totalmente inocentes. Se alguém é culpado é a natureza, que, com a sua mania da evolução, tornou 2 em cada 5 homens portadores desta variante do AVPR1A que faz com que a vasopressina não seja correctamente usada pelo cérebro, tornando os homens mais susceptíveis de trairem a cara metade e/ou de não se empenharem na relação. Culpem-na a ela e não a nós, que somos tão vítimas quanto vocês, mulheres.

via BBC e Washington Post

publicado por brunomiguel às 18:20 | link do post | comentar
Sábado, 30.08.08

Tabaco radioactivo

Um artigo do jornal britânico The Independent revela que um grupo de especialistas examinou mais de 1500 documentos das tabaqueiras relativos testes feitos à substância radioactiva Polónio 210 ao longo de 40 anos e concluiu que estas empresas nunca informaram o público e as autoridades competentes acerca dos perigos do Polónio 120. Esta substância está presente na planta do tabaco e é responsável por cerca de 1% do total de mortes relacionadas com cancro dos pulmões nos Estados Unidos da América.

Uma das especialistas da investigação, Monique Muggli, afirma que a Philip Morris terá, deliberadamente, escolhido não publicar os resultados das suas pesquisas com medo de eventuais acções judiciais. Em resposta, a British American Tobacco afirma que o Polónio 210 está presente em diversas plantas, «incluindo morangos».

Acredito perfeitamente que o Polónio 210 esteja em presente em diversas plantas, mas quando comemos morangos, eles são digeridos no estômago pelo suco gástrico. Quando fumamos um cigarro, parte do fumo fica nos pulmões.

Domingo, 27.07.08

Ponte Rainha Santa finaliza com um "triplo mortal"

ponte rainha santa coimbraA construção da Ponte Rainha Santa, provavelmente mais conhecida pelos conimbricenses com Ponte Europa, deverá ser alvo de investigação. Em causa está uma derrapagem orçamental de quase 300%, considerada merecedora de investigação oficial pelos os líderes distritais do PS e PSD.

Inicialmente, o valor previsto para a construção da Ponte Rainha Santa andava perdo dos 38,65 milhões de euros; mas o final da obra trouxe com ele um custo de 111,3 milhões de euros.

Em entrevista à Lusa, o dirigente do PSD de Coimbra, Jaime Soares, disse que acha «muito bem que se faça uma auditoria profunda que analise tudo o que está subjacente à sua construção. Todos sabemos que, à época, a empreitada foi lançada para dar cobertura à campanha das autárquicas».

O Governo, vá lá, ignorou o pedido de arquivamento do processo que o antigo presidente das Estradas de Portugal, António Laranjo, tinha feito e parece que vai investigar esta derrapagem bastante bastante grande da ponte, cuja construção foi marcada por vários problemas, entre eles a diferença de altura entre as duas partes do tabuleiro.

De acordo com o Jornal de Notícias, já há informação suficiente para apontar culpados e pedir responsabilidades. Resta saber se os alegados culpados responderão por derrapagem em "triplo mortal" da ponte.

via RTP

Nota: os direitos da imagem deste post pertenceo ao Google, DigitalGlobe, Cnews/Spot Image, IGP/DGRF e GeoEye

Quarta-feira, 23.07.08

Transístor de papel

Em Portugal também se faz boa investigação e há muitos exemplos para dar, felizmente. Podemos falar de um bem recente: a participação da UC na descoberta de uma nova bactéria no Mar Vermelho. Mas também podemos falar da criação de um transistor em papel na Universidade Nova de Lisboa, uma descoberta com tanta ou tão pouca importância que já foi mencionada em sites de referência, como o Slashdot e o ZDnet.

via Carlos Rodrigues

publicado por brunomiguel às 15:26 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Segunda-feira, 21.07.08

E.T. descoberto por investigadores da Universidade de Coimbra

Um grupo de investigadores da Universidade de Coimbra (UC), numa iniciativa conjunta entre investigadores alemães e norte-americanos, descobriu o ET.

Este E.T. não é um extra-terrestre com um dedo luminoso para facilitar a inserção de sondas nos diversos buracos do vosso corpo. É uma nova classe de bactérias descoberta no Mar Vermelho, cujo nome científico é Haloplasma contractile.

Segundo um dos investigadores da UC, Milton Costa, estas bactérias possuem «morfologia estranhíssima, inédita, pois possuem tentáculos que dão origem às células descendentes».

O que quer que sejam células descendentes, o importante é a participação de investigadores da UC nesta descoberta. O resto é secundário.

{via O Público}

do not feed the trolls

Outros blogs meus

pesquisar neste blog

 

subscrever

RSS

Newsletter

posts recentes

arquivos

links