Domingo, 08.06.08

A crise tem dias marcados

Com que então o preço da gasolina está muito elevado e está a levar ao desespero os cidadãos, não é? Quem viu ontem, no final do jogo da selecção portuguesa, as ruas das cidades, vilas e aldeias do Tuguistão não diria isso, com tanto carro a passar e a buzinar.
A crise de que tantas pessoas se queixam parece que tem dias marcados: de segunda a sexta há crise e ao fim-de-semana à folga nos queixumes e lamentos. Claro que, se a selecção jogar durante a semana, é como se fosse feriado e a crise desaparece por artes mágicas.
Uma vez não é vez, não é verdade?

Sábado, 31.05.08

Hipocrisia.pt

Hoje, no Jornal da Tarde da RTP1, vi mais um excelente exemplo da hipocrisia nacional - para além dos muitos exemplos que se têm visto desde que a selecção nacional de futebol chegou a Viseu -, numa reportagem acerca do concerto da Madonna.

A reportagem começou com a repórter a entrevistar uma mulher que estava na fila para comprar o bilhete para o concerto. Ela faz-lhe aquelas perguntas normais, tipo «Está aqui à muito tempo?» e «Já viu algum concerto da Madonna?»; e depois pergunta-lhe sobre a "crise", ao que a entrevistada responde (atenção, não são as palavras exactas): «Ah, pois, está difícil. Mas fazemos um esforço.».

Se está difícil, porque caraças está ela a queimar dinheiro num bilhete para um concerto, que ainda por cima é da Madonna? É como aquele pessoal que anda sempre a "chorar" por causa da "crise" e depois se torna sócio da selecção.

 

Há crise, há; mas não é de dinheiro: é de alguma vergonha na cara e massa encefálica. Não admira que o crédito mal parado continue a crescer.

publicado por brunomiguel às 20:20 | link do post | comentar | ver comentários (37)

do not feed the trolls

Outros blogs meus

pesquisar neste blog

 

subscrever

RSS

Newsletter

posts recentes

arquivos

links