Segunda-feira, 07.06.10

A cadeira, o teclado, o que está entre os dois e o resto que só agrava

Eu hoje acordei bem disposto, o que já não acontecia há 3 dias. Até pensei que o dia fosse correr bem. Mas depois chegaram as 18 horas e eu tive que ver o que se passava com um computador, de um amigo do meu pai, que tem o Windows XP instalado e vários utilizadores que não têm cuidado com ele.

Liguei a máquina, esperei que ele fizesse boot e quando finalmente iniciou sessão começou a mostrar erros como se não houvesse amanhã. Eram tantos que crashou completamente. Fiz reset, entrei em modo de segurança e, antes de fazer um scan a vírus, tive que desactivar um dos anti-vírus que estava instalado. Será que eles pensavam que duas aplicações deste género davam o dobro da segurança?

Anyway, removi um deles, fiz scan com outro e 10 minutos depois de o ter iniciado já tinha 44 trojans detectados. Eventualmente, o número subiu para as centenas, sem contar com a tralha removida por uma aplicação mais direccionada para spyware.

Terminada a possível "limpeza", demorou mais de duas horas a desfragmentar quase totalmente um disco de 160GB. Não fez o processo todo porque me fartei de esperar.

Assim que dei a desfragmentação por terminada e reiniciei o computador para entrar numa sessão normalmente, não consegui. Coloco o nome de utilizador e a palavra-passe, ele tenta fazer login mas volta a mostrar-me a janela de autenticação.  Como a minha paciência já esgotou, vou ligar o disco a uma caixa externa USB, faço backups do que for preciso e, se conseguir convencer o dono do computador, meto-lhe Debian. Com os problemas que ele tem tido, é provável que não me seja difícil persuadi-lo.

Só por isto, vão ter que me fazer uma daquelas cerimónias religiosas de Fátima que aumentam a venda de terços, estátuas e quadros psyco3D. E não abdico das beatas a cantar e a queimar velas.

publicado por brunomiguel às 23:34 | link do post | comentar | ver comentários (2)
Sábado, 05.06.10
Quinta-feira, 03.06.10

Os comendos que mais utilizo

history | awk '{print $2}' | sort | uniq -c | sort -rn | head

  • 72 ls
  • 71 cd
  • 52 rm
  • 51 wget
  • 40 ./social-updater
  • 36 ./bash-social-updater
  • 22 echo
  • 20 cat
  • 14 gedit
  • 12 su

Do you have to go into rehab if you are hooked on phonics?

publicado por brunomiguel às 20:35 | link do post | comentar | ver comentários (2)
Terça-feira, 01.06.10

Semelhanças entre a vuvuzela e a música Pop

Eu tenho uma teoria em relação à vuvuzela: acho que ela é a versão Pop (Pop, como em Pop da MTV) do didgeridoo. Para a provar correcta, vou enumerar aqui alguns pontos em comum entre a vuvuzela e a música Pop, e como ela está para este tipo de música como o didgeridoo está para a música decente.

  • a vuvuzela produz um único som (é básica) e a música Pop é pródiga em composições básicas;
  • a vuvuzela é plástica, tal como a música Pop;
  • qualquer um pode usar a vuvuzela, assim como qualquer um se mete na música Pop;
  • (a completar ao longo do tempo...)

Esta lista irá ser completada ao longo do tempo. Se souberem de mais alguma semelhança entre as vuvuzelas e a música Pop, deixem-na nos comentários.

publicado por brunomiguel às 23:27 | link do post | comentar | ver comentários (4)
Segunda-feira, 31.05.10

A minha dolorosa experiência com sites governamentais

A minha experiência com os sites governamentais é francamente má. A pesquisa, na maioria deles, é do pior que se pode fazer: são básicas e, muitas vezes, nem funcionam em condições, para além de serem lentas.

A lentidão não é só comum às pesquisas, mas aos sites em si. Por exemplo, ainda hoje tive que aceder ao parlamento.pt e cheguei a ficar bastante tempo à espera que ele entrasse. Duvido que seja por ter muitos acessos, porque não estou a ver o cidadão comum a visitá-lo. Aliás, duvido até que saibam que tal endereço existe.

Também, parece que estes sites gostam de mostrar um lado artísticos. Mais concretamente, parecem muito virados para pixel art. É que o tamanho do texto às vezes é tão pequeno que esta só pode ser a única explicação. A minha sorte é que tenho o Firebug instalado e posso alterar o tamanho do texto de determinada parte do site sem problemas e chatices, mas não deveria ter que recorrer a isto.

Se calhar é do calor, mas navegar num site governamental é um tormento pior que ter a Júlia Pinheiro ao meu lado a palrar sobre qualquer porcaria.

publicado por brunomiguel às 16:25 | link do post | comentar | ver comentários (2)

do not feed the trolls

Outros blogs meus

pesquisar neste blog

 

subscrever

RSS

Newsletter

posts recentes

arquivos

links