Como detectar fugas de gás de uma forma fácil

incêndio
Infelizmente vivo numa aldeia e não tenho gás canalizado. Tenho, em vez disso, umas botijas verde gosma enormes, que custam os olhos da cara.
De à uns dias para cá, quando andávamos na obra que estamos a fazer em casa, eu e o meu pai começámos a notar um ligeiro cheiro a gás; mas como a obra é mesmo onde está a botija, pensámos que não seria nada. Afinal era! Por causa da areia, cimento e outras porcarias que tive que andar a carregar de um lado para o outro (detesto obras), a peça que encaixa na botija ficou com alguma sujidade e começou a deixar sair gás. Felizmente foi pouco, mas era o suficiente para haver uma explosão.
Alertado para a situação, o meu pai decidiu ver onde era a fuga. Agarrou num recipiente, misturou dentro dele água e detergente da louça, pegou num pincel e toca a pincelar toda a tubagem e peças do gás. Quando ele pincelou a tal peça que encaixa na botija, aquilo parecia uma máquina de fazer bolas de sabão. Estava descoberta a fuga! Depois disso, foi só substituir a peça por um que tínhamos de reserva.
Simples, barato e não houve necessidade de chamar o técnico do gás. Sim, o técnico. Infelizmente não temos nenhuma gaja boa, com umas pernas que lhe chegam ao rabo, para vir trocar as peças ou trazer as botijas.
Se tiverem botijas em vez de gás canalizado, tenham sempre um kit de peças sobresselentes à mão; nunca sabe quando dão jeito. Com o gás não se brinca, se não...BUM!!
publicado por brunomiguel às 21:54 | link do post | comentar