Linux: o kernel que virou empresa

Eu não consigo perceber porque raio a Ministra da Educação fica admirada quando vê os professores a protestar contra as suas medidas. Quando o seu ministério diz que Linux, um kernel, é uma das empresas que assinaram protocolo de colaboração para a criação de academias de tecnologias de informação, não é de admirar que Maria de Lurdes Rodrigues seja apupada pelos docentes.

Que empresa, a que o Ministério da Educação chamou Linux, será esta? Caixa Mágica, Red Hat ou outra? Eu espero bem que seja uma empresa portuguesa, porque em Portugal também se faz bom software livre.

via Repeat Until Keypressed

publicado por brunomiguel às 22:12 | link do post | comentar