Quarta-feira, 28.04.10

Release Candidate do Ubuntu 10.04 não é bom prenúncio para a versão final da distribuição

stress
278/365 - Hey Guys Hey Guys Hey Guys, da autoria de helgasms!, sob a licença Creative Commons Attribution-No Derivative Works 2.0

Ainda me lembro como se tivesse sido ontem. Bem, na verdade foi apenas há dias: instalei a Release Candidate do Ubuntu 10.04 e as chatices não tardaram a aparecer.

Uma das primeiras foi o ícone das «Tecnologias Assistivas», que decidiu aparecer na área de notificação sem que eu tivesse sequer executado tal aplicação. Removê-lo, só mesmo depois de apagar a pasta .gconf da minha /home, porque nem a remoção do pacote associado à aplicação resolveu a questão.

Depois, foi a applet Relógio, que ora decide mostrar a temperatura e a previsão do estado do tempo, ora arma-se em parva e não mostra nada durante um dia ou dois.

Também, não tenho uma forma simples de alterar o tema do GDM. Não gosto muito do que vem por omissão no Ubuntu e quero trocar, mas para isso tenho que andar a editar um ficheiro qualquer que eu não sei muito bem qual é. Descobri-lo não custa, mas não tenho estado com paciência para isso.

Outros: o TAB não funciona no browser para alternar entre elementos, e as teclas de atalho para copiar e colar só funcionam quando querem e não quando eu preciso. Este último torna-se especialmente aborrecido porque é algo de que necessito bastante, já que actualizo as redes sociais através de uns bots XMPP e muitas vezes tenho que replicar os conteúdos.

Estes e mais uma série de outros pequenos bugs irritantes fazem-me perder a paciência com o Ubuntu. Se uma Release Candidate está assim, a versão final, à partida, não deverá ser muito melhor. É por isso que estou a equacionar instalar Debian Testing ou então a aguardar pelo lançamento do Fedora 13.

O Debian Testing é porreiro porque me permite ter um sistema estável e com versões relativamente recentes das aplicações - se excluírmos o KDESC, claro está. Já o Fedora 13 dá-me a oportunidade de ter um desktop KDESC bastante recente, tal como as aplicações do sistema, para além de também ser uma distribuição estável.

Entretanto, é provável que também pondere outras distribuições de GNU/Linux, como o Crunchbag e Mandriva. Mas, de momento, equaciono apenas Debian e Fedora, e já é o suficiente para não me conseguir decidir.

publicado por brunomiguel às 23:08 | link do post | comentar | ver comentários (5)

Uma espécie de mixtape

Músicas:

  1. Baby Mammoth - Blessing The Meek
  2. General Elektriks - Engine Kickin in
  3. Aim - A Tree, A Rock and A Cloud
  4. The Dining Rooms - Forevers Not (Incognito Traveller Remix)
  5. Mo' Horizons - Como é o Ar (Easy Rhodes Remix)
  6. Gotan Project - La Gloria
  7. DJ Cam - Birds Also Sing For Anamaria
  8. Kinobe - Slip Into Something More Confortable
  9. Boozoo Bajou - Divers (The Funky Lowlives Low Immersion Dub)
  10. Minus 8 feat Rachel Montana - Juy
  11. Aim - Journey to the End of the Night
  12. Extended Spirit - Caprice
  13. Troublemakers - Get Misunderstood


Download

Ainda há vários detalhes a trabalhar nas transições, mas ficou aceitável.

tags:
publicado por brunomiguel às 14:08 | link do post | comentar
Terça-feira, 27.04.10

...

imagem
via


Au Revoir Simone - Another Likely Story (Neon Indian Remix)

publicado por brunomiguel às 18:14 | link do post | comentar

Coincidências, simples coincidências

Mais alguém consegue ver, nestes dois trechos, algo mais que uma simples coincidência?

«Os processos de violação da propriedade intelectual e da propriedade industrial vão passar a ser tratados em Tribunais especializados na matéria. A Proposta de Lei foi hoje aprovada, ainda na generalidade, em Conselho de Ministros, definindo a criação de dois novos tribunais e a alteração da Lei de Organização e Funcionamento dos Tribunais Judiciais, devendo ainda ser enviada à Assembleia da República.

[...]

Mais focado na área do software, Manuel Cerqueira, presidente da Assoft, admite que "este é um velho sonho que acalentamos desde sempre". "Foi sempre triste vermos os nossos julgamentos misturados com crimes de pequena delinquência, cheques sem cobertura e outros enquanto que as questões sérias que se prendem com a propriedade intelectual são muitas das vezes julgados a correr, os julgamentos são quase sempre preteridos ou julgados "a correr" sem uma análise coerente de prova documental (relatório pericial)", sublinha o presidente da associação.»

link

«Um quarto do valor do sector das tecnologias de informação em Portugal é perdido devido à pirataria de software, que se situa actualmente acima dos 40 por cento, de acordo com a Microsoft.

[...]

Segundo o responsável da Microsoft, "os impactos da utilização ilegal de software totalizam cerca de um quarto de todo o sector de tecnologias de informação", apontando como consequência "o enfraquecimento das indústrias de software e de serviços adicionais".»

link

Pode ser apenas pura especulação minha, mas acho que isto não é à toa. Parece-me que há mais que simples coincidência.

Estão no legítimo direito de defenderem aquilo que consideram ser melhor para eles. O problema é que o melhor para eles só é melhor para eles e pouco mais. Até os utilizadores estão excluídos dos beneficiários.

publicado por brunomiguel às 16:15 | link do post | comentar

Mais leveza e arranhões nas pernas

Fazer high-country hike de calções é uma sensação de leveza excelente. Mas com as ervas a arranhar nas pernas, a comichão que elas causam e os bocados de mata que entram para as meias e os ténis, não sei se compensa.

publicado por brunomiguel às 16:09 | link do post | comentar

do not feed the trolls

Outros blogs meus

pesquisar neste blog

 

subscrever

RSS

Newsletter

posts recentes

arquivos

links