Sexta-feira, 29.05.09

Ninguém te mandou crescer

feto
via Raul Pereira (gamado daqui)

publicado por brunomiguel às 02:28 | link do post | comentar | ver comentários (2)

"Glory in the flower"

What though the radiance which was once so bright
Be now for ever taken from my sight,
Though nothing can bring back the hour
Of splendour in the grass, of glory in the flower;
We will grieve not, rather find
Strength in what remains behind;
In the primal sympathy
Which having been must ever be;
In the soothing thoughts that spring
Out of human suffering;
In the faith that looks through death,
In years that bring the philosophic mind.

Wordsworth, William

(ouvi isto, hoje, na série Criminal Minds)

publicado por brunomiguel às 02:13 | link do post | comentar
Quinta-feira, 28.05.09

Mixtape, take 4

mixtape, take 4
A foto é da minha autoria e está licenciada sob a cc-by-sa-2.5-pt

Mais um take da minha mixtape. Como sempre, em formato podcast.

O alinhamento é o seguinte:
 

  • This Will Destroy You - I Believe In Your Victory
  • The Allstar Project - Yehudi Lights
  • God Is an Astronaut - Fire Flies And Empty Skies
  • Maybeshewill - The Paris Hilton Sex Tape
  • Explosions In The Sky - Catastrophe And The Cure
  • Lights Out Asia - Four Square
  • God Is an Astronaut - Frozen Twilight
  • The Allstar Project - Polaris


Podem descarregá-la aqui. Sugestões e dicas, já sabem, são sempre bem-vindas.

tags:
publicado por brunomiguel às 15:16 | link do post | comentar
Quarta-feira, 27.05.09

Voz: necessária ou acessória?

Embora ache interessantíssimo o texto do Filipe Marques sobre o que ele faria se gerisse uma editora, não é sobre isso que vou escrever. Vou antes abordar outro tópico que não está muito relacionado com o do Filipe.
Esta introdução serve apenas para vos remeter para esse post, que eu considero uma boa leitura.

Bem, cá vou eu. Take cover!

Na música, até que ponto a voz é necessária? Já há muito tempo que acredito que a voz deve ser apenas mais um instrumento, por isso apenas usada se os músicos assim o entenderem. É por isso que eu não estranho nada ouvir uma música sem qualquer uso de voz; e é também por isso que não ligo às letras, mas ao trabalho vocal. As minhas paixões platónicas pelas vozes da Teresa Salgueiro e da Yukimi Nagano vêm disso mesmo: do trabalho vocal que conseguem fazer e do muitíssimo agradável timbre que têm.

Parece ser quase uma instituição: uma música tem que ter alguém a cantar. Isto é regra nas músicas mais comerciais, pelo menos, e até na electrónica se vê. No entanto, do que conheço do Post-Rock (uma paixão recente minha), só para dar um exemplo, a voz está longe de ser necessária. Bem pelo contrário: os instrumentos completam-se de tal forma que se pode passar muito bem sem uma voz.

Esta é a minha opinião. Qual é a vossa? Acham a voz necessária, acessória ou outra coisa qualquer?

publicado por brunomiguel às 02:40 | link do post | comentar | ver comentários (5)
Terça-feira, 26.05.09

Um banho de leite

milk
milk, por jan cain


Baby Mammoth - Divine Milk Shower

Ainda estive para escolher o tema Wonder Milky Bitch, dos Air, mas... não sei, pareceu-me demasiado evidente e labrego. Em vez disso, preferi algo menos óbvio - ou menos conhecido, se quiserem entrar em preciosismos desnecessários.

publicado por brunomiguel às 23:01 | link do post | comentar

do not feed the trolls

Outros blogs meus

pesquisar neste blog

 

subscrever

RSS

Newsletter

posts recentes

arquivos

links